Banda de Lucas Penteado, Triplx proclama resistência nas oito músicas do álbum ‘Salve família’

 Banda de Lucas Penteado, Triplx proclama resistência nas oito músicas do álbum ‘Salve família’

Divulgação

♪ O lançamento do álbum Salve família na quarta-feira, 21 de julho, é fruto de telefonema dado em fevereiro deste ano de 2021, mas o disco da banda paulistana Triplx começou a ser gerado em encontro acontecido em 2015, há seis anos. A gravação em si foi feita em 2016, mas o álbum ficou na gaveta.

Se o álbum Salve família chega enfim ao mundo, remixado e remasterizado por André T para a edição digital, é porque, em fevereiro, dias após sair da casa onde estava confinado o elenco da 21ª edição do programa Big Brother Brasil (TV Globo), Lucas Koka Penteado ligou para Rod Krieger, música projetado como baixista da então já extinta banda Cachorro Grande.

O telefonema foi dado por Lucas – ator, MC, poeta, cantor e compositor paulistano de 24 anos, nascido em 23 de novembro de 1996 – com a intenção de sondar Rod sobre a reativação da banda Triplx, quarteto que faz rock com a sintaxe do rap e que havia sido formado no fim de 2015 com Lucas no posto de vocalista, Rod no baixo, Duda Machado na bateria e Martin Mendonça na guitarra.

A sondagem surtiu efeito e o grupo Triplx foi reativado. A banda surgira a partir do encontro de Lucas com Rod. Eles haviam se conhecido na Escola Estadual Caetano de Campos, na cidade de São Paulo (SP), e começaram a participar de manifestações políticas e a fazer som com a adesão do baterista Duda Machado. Dessa fase inicial, surgiu a música Ocupar e resistir.

Na sequência, em reuniões seminais no Studio Madeira, outras músicas foram criadas. Foi quando o trio virou quarteto com a entrada de Martin Mendonça e, já com algum repertório autoral, gravou ao longo de 2016 um disco com oito músicas.

É esse álbum que, após as edições dos singles Era uma vez? (em março) e Se liga lóki (em junho), chega ao mercado fonográfico, em edição do selo Let’s Gig distribuída via Altafonte, no embalo da projeção nacional obtida por Lucas Penteado no BBB 21. A capa expõe arte criada por Leo Sandi a partir de foto de Otávio Souza.

Como já fica claro em Jorge, primeira das oito músicas na ordem do álbum Salve família, o grupo Triplx turbina letras sobre o cotidiano das populações periféricas com a prosódia do rap e com o peso do rock evocado por riffs de guitarra, baixo e bateria.

O discurso motivacional de Chaplin – música eleita para promover o lançamento do disco – corrobora a ideologia de resistência que pauta o grupo, proclamada e enfatizada por outras músicas, como Coelho maluco, Eu moro lá e Tic tac.

Hoje eu sou MC fecha o álbum Salve família com letra que, gravada em 2016, soa profética ao ser ouvida em 2021 na voz de Lucas Koka Penteado. (globo.com)

Da Redação