• 03/03/2021

Barueri começa vacinação contra Covid nesta terça-feira

 Barueri começa vacinação contra Covid nesta terça-feira

A prefeitura de Barueri começa a campanha de vacinação contra Covid-19 nesta terça-feira, 19. A informação foi divulgada pelo vereador Wilson Zuffa, nessa segunda-feira, 18, em suas redes sociais. O parlamentar esteve reunido com o secretário da Saúde, doutor Dionísio Alvarez Mateos Filho. “Amanhã começa o plano de vacinação aqui em Barueri. Serão vacinados os profissionais de Saúde (já que são os que estão na linha de frente) e gradativamente a população de acordo com os grupos prioritários. Em breve, muito em breve todos estaremos vacinados e de uma vez por todas venceremos essa batalha”.

Para receber a vacina os moradores devem fazer seu agendamento pelo APP Saúde-Barueri, disponível para download gratuitamente para celulares Android e iOS. A prefeitura ressalta que o agendamento será aberto de acordo com as fases da campanha. Nessa primeira fase serão imunizados trabalhadores da Saúde, povos indígenas e quilombolas e idosos com mais de 60 anos.

Na semana passada a prefeitura confirmou que a cidade terá, inicialmente, seis polos de vacinação distribuídos nos bairros Jardim Reginalice, Jardim Belval, Jardim Silveira, Jardim Tupanci, Parque dos Camargos e Parque Imperial. A abertura de outros polos já está programada caso seja necessário ampliar as salas de vacina.

Na segunda-feira, 11, o prefeito Rubens Furlan participou de reunião técnica que a Secretaria de Saúde realizou com representantes do governo, onde também participou o vice-prefeito Roberto Piteri, Durante o encontro foi detalhada a estratégia municipal para que a imunização inicie imediatamente à chegada das vacinas.

“Nós devemos imunizar 40 mil pessoas. Se eu tiver oportunidade de comprar eu compro, porque eu quero imunizar os 300 mil habitantes de Barueri no menor espaço de tempo”, afirmou Furlan.

O governo também ressaltou que o reabastecimento das doses dependerá totalmente da comprovação de que as vacinas foram usadas em pessoas do público prioritário estipulado.

“As unidades vão digitar nominalmente quem recebeu a dose, diretamente no Sistema Nacional de Doses, e o Estado me repõe para continuar a campanha. O que isso quer dizer? Atenção ao público-alvo! O reenvio das doses ou o reabastecimento do município vai acontecer a partir da informação do público-alvo que eu vacinei. Se eu vacinar pessoas que não estão no grupo e que, portanto, eu não posso informar no Sistema – que não vai estar nem aberto pra isso -, eu não recebo mais doses”, alerta a coordenadora da Vigilância em Saúde, Rosana Perri Andrade Ambrogini.  As doses serão entregues semanalmente e em pequenas quantidades.