Barueri tem programação especial na semana do Orgulho LGBTQIA+

 Barueri tem programação especial na semana do Orgulho LGBTQIA+

Divulgação

A prefeitura de Barueri preparou uma programação especial para a Semana do Orgulho LGBTQIA+. Com o tema “Tenha Orgulho de Quem Você É”, a semana contará com ações on-line pelas redes sociais da Secretaria da Mulher e presencial.

 

“O objetivo é dar cada vez mais visibilidade na urgência de combater o preconceito e trazer informações sobre os direitos do público LGBTQI”, ressaltou a secretária da Mulher, Giani Cristina de Souza.

 

A programação começa nesta segunda-feira (27) com roda de conversa sobre “Respeito não é questão de opinião”, às 9h, na Secretaria da Mulher (rua Sebastião Davino dos Reis, 756, na Vila Porto).

 

Já no dia do Orgulho LGBTQIA+ celebrado na terça-feira (28) em parceria com a Secretaria de Saúde, vai rolar o “Pedágio do Orgulho LGBTQIAP” das 11h às 13h no Terminal Rodoviário de Barueri (Centro) com a equipe do IST/Aids entregando materiais informativos no combate a doenças sexualmente transmissíveis.

 

Ainda no dia 28, às 15h, terá o “Encontro sobre Diversidade Sexual” na sede da Ong Grupo Vida, que fica na avenida Itaqui, 325, no Jardim Belval. E no dia 29, esse encontro se repete às 9h no mesmo endereço.

 

A programação termina no dia 1º de julho com o “Encontro sobre Diversidade Sexual” no CEPAC, localizado na rua Martim Afonso de Souza, 72, no Parque Imperial.

 

Lives

Pelas redes sociais será feito um bate papo sobre Empreendedorismo Inclusivo com a empresária Silvana Barreto, que confecciona lingerie para mulheres trans. A transmissão acontece dia 29, às 15h.

 

No dia 30 de junho, às 11h, a conversa virtual será sobre “Crimes de LGBTfobia e aplicação da Lei Maria da Penha em Relacionamentos Homoafetivos”, com a advogada Valéria Nagy.

 

Rede Mulher

A Coordenadoria Rede Mulher, lotada na Secretaria da Mulher, realiza atendimento multidisciplinar para a população LGBTQIAP+ com assistente social e psicólogo para acolher, orientar, acompanhar e, quando necessário, encaminhar para a rede de atendimento municipal, assim como orientar sobre a garantia de direitos sobre uso do nome social; retificação de Registro Civil; processo Transexualizador; prevenção às ISTs; violações de Direitos e de Crimes de LGBTQIAP+fobia. Para mais informações, entre em contato por e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 4706 – 4046 (ramal 282).

Da Redação