Barueri terá orçamento de R$ 3.4 bilhões no próximo ano

 Barueri terá orçamento de R$ 3.4 bilhões no próximo ano

(Divulgação)

Os vereadores da Câmara de Barueri aprovaram, essa semana, o Projeto de Lei 064/2020, de autoria do poder executivo, que estima receita e fixa a despesa da cidade para 2021. Na prática, o prefeito Rubens Furlan (PSDB) terá um orçamento de nada mais nada menos que R$ 3.443.787.000,00 para administrar a cidade. Serão pouco mais de R$ 220 milhões se comparado ao orçamento de R$ 3.223.568.000,00 bilhões deste ano.

A secretaria da Saúde terá a maior ‘fatia do bolo’. Com orçamento de R$ 870.813 milhões, ela é a pasta que está no ranking de distribuição de verba. Em segundo lugar vem a secretaria da Educação, com R$ 805.621 milhões. Completa os três primeiros lugares a secretaria de Obras, com R$ 340.858 milhões.

A divisão continua com as secretarias de Serviços Municipais, com R$ 266.033 milhões;  Segurança e Mobilidade Urbana, R$ 150.775 milhões; Assistência e Desenvolvimento Social, R$ 148.957 milhões; Administração, R$ 79.662 milhões; Secretaria de Suprimentos, R$ 71.696; secretaria de Finanças, R$ 49.752 milhões; secretaria de Esportes, R$ 40.781 milhões; secretaria de Governo, com R$ 34.860 milhões; secretaria de Cultura e Turismo, R$ 32.513 milhões.

As menores fatias ficaram com as secretarias de Recursos Naturais e Meio Ambiente, com R$ 20.494 milhões; secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com R$ 16.599 milhões; secretaria de Comunicação Social, com R$ 12.023 milhões; e secretaria de Negócios Jurídicos, com R$ 11.926 milhões.

Já para algumas outras pastas municipais o orçamento anual não chegou à casa dos dez milhões. É o caso da secretaria da Mulher, com R$ 8.149 milhões; secretaria de Indústria e Comércio, com R$ 7.517 milhões; e a secretaria de Planejamento e Urbanismo, com R$ 4.980 milhões. A pasta que menos receberá recurso será Relações Institucionais, com R$ 2.451 milhões para o próximo ano.

Além das secretarias municipais, o orçamento também estima a receita para Encargos Gerais do Município, que terá R$ 29.844 milhões; Ipresb (Instituto de Previdência Social dos Servidores Municipais de Barueri), com R$ 160.290 milhões. Para a Fieb (Fundação Instituto Educacional de Barueri) serão R$ 143 milhões. O Cioeste receberá uma fatia de R$ 2.004 milhões. Já a Câmara Municipal terá R$ 64 milhões. Como reserva de contingência a prefeitura de Barueri terá o valor de R$ 1 milhão.

Graciela Zabotto