Belo e Gracyanne Barbosa recebem ordem de despejo da Justiça

 Belo e Gracyanne Barbosa recebem ordem de despejo da Justiça

Divulgação

Belo e Gracyanne Barbosa podem estar em um momento extremamente delicado de suas vidas: o casal teria recebido uma ordem de despejo decretada pela Justiça. O motivo? Eles estariam com inúmeros atrasos da mensalidade do aluguel na residência em que vivem atualmente. As informações são da colunista Fábia Oliveira, do portal Em Off.

 

Vale lembrar que não é a primeira vez que o casal sofre com isso, pois já receberam uma ordem de despejo no ano de 2013. Atualmente, eles estão morando na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e, segundo a publicação, o juízo acatou o pedido da liminar do proprietário da casa para que o contrato seja rescindido.

 

De acordo com a colunista, Belo e Gracyanne ainda foram obrigados a pagar os aluguéis atrasados, além de outras contas que precisam ser debitadas, tais como IPTU’S e contas de consumo atrasadas. O valor total está em R$ 221.159,86, que deve vir a ser corrigido e acrescido de juros da mora desde novembro de 2020.

 

Também deve ser acrescido o valor da multa de rescisão do contrato com o proprietário, cujo valor está em R$ 46.139,85. Todavia, a Justiça ordenou que fosse abatido desse montante o valor do depósito caução, estimado em R$ 42.900,00. Também deve ser paga uma indenização por danos morais de R$ 39.667,09.

 

O contrato de moradia for firmado com a empresa de Belo junto do proprietário, cujo período era de 30 meses com início em 10 de dezembro de 2017. O valor estabelecido pelo aluguel foi de R$ 14.300,00, cujo pagamento deveria ser realizado junto do IPTU, totalizando R$ 16.000,00.

 

FATURAMENTO BLOQUEADO POR DÍVIDA COM DENILSON
Já é antigo o caso da dívida que Belo possui com o ex-jogador e comentarista Denilson, e apesar de muitas cobranças e declarações, o artista nunca chegou a quitá-la, gerando sempre muitas polêmicas em relação ao assunto.

 

Porém, de acordo com Diego Garcia, colunista do UOL Esporte, a Justiça de São Paulo agiu e determinou que fosse feito um depósito judicial de pouco mais de R$ 7 milhões que iriam para Belo, dinheiro originado de um show a ser realizado no mês de agosto, no Pacaembu, ao lado de Thiaguinho.

 

A decisão foi publicada pela 5ª Vara Cível o foro de São Bernardo na terça-feira, 19 de julho, pedindo o envio de ofícios às empresas que vendem entradas para o show em questão, que deve acontecer no dia 20 de agosto. Apesar de o valor final de arrecadação só poder ser descoberto na data do show, o limite de R$ 7 milhões foi imposto pela parte de Belo.

 

O advogado de Belo afirmou à coluna que entrou com recurso por considerar o valor da quantia irregular, e que isso está sob revisão do tribunal. Ainda, afirmou que apenas os valores destinados com cachê do cantor estão bloqueados, e não da receita bruta do evento.

 

A briga entre Belo e Denilson se iniciou quando Belo deixou o grupo de pagode Soweto para seguir carreira solo. O ex-jogador gerenciava a banda, e processou o artista por quebra de contrato, e Belo foi condenado a pagar uma indenização, que atualmente supera o valor de R$ 7 milhões. (ofuxico.com.br)

 

Da Redação