“Bolsonaro não é correto com a vida dos brasileiros”, diz Furlan sobre pandemia

 “Bolsonaro não é correto com a vida dos brasileiros”, diz Furlan sobre pandemia

Em entrevista à Conectv, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), criticou a postura do presidente da república, Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, no combate à pandemia do coronavírus e a compra de vacinas. “Acho que o presidente não está sendo correto com a vida do brasileiros. Ele não está contribuindo com a preservação da vida. Ele zomba de tudo que está acontecendo”, alfinetou Furlan.

Em relação ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o prefeito resume com uma palavra: “atrapalhado”. Para Furlan, a briga entre Pazuello e o governador do estado de São Paulo, João Doria, não faz sentido. “A posição do governador é problema dele com o presidente. O ministro como ministro tem que agir a favor da preservação da vida e ele não tem feito isso”, disparou ao se referir à demora de Pazuello em comprar vacinas para imunizar a população.

A farmacêutica Pfizer chegou a oferecer, ao Ministério da Saúde, 70 milhões de doses da vacina para o Brasil, em agosto do ano passado, com entrega, possivelmente, em dezembro, mês em que Europa e Estados Unidos iniciaram a imunização. Critérios considerados “sem sentido” foram impostos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e a Pfizer optou por negociar com outros países. O que atrasou o início da vacinação no Brasil.

Na sequência de críticas a Bolsonaro, em relação à vacina e combate à pandemia, Furlan ainda classifica o presidente como um homem “medíocre e de inteligência curta”. Somente isso justificaria “fazer as maluquices que ele faz”.

Da Redação