“Brasil só não virou 2ª Venezuela porque tem nome lá fora”

 “Brasil só não virou 2ª Venezuela porque tem nome lá fora”

Divulgação

O ex-vereador de Barueri, Jânio Gonçalves, esteve na Câmara Municipal nessa terça-feira (17) e foi convidado a usar a tribuna. Crítico ferrenho do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, a passagem de Jânio pelo microfone foi recheada de comentários de reprovação sobre o atual governo.

Segundo ele, a população precisa pensar sobre as eleições do ano que vem. “Temos que nos preocupar em fazer com que o país volte a ter um novo governante e venha dignamente tirar o nosso país do lodo que está hoje, com miséria e vergonha. Só não somos uma segunda Venezuela porque o Brasil ainda tem nome lá fora. Se não fosse isso o país hoje estaria passando por uma vergonha infundada”, disse se referindo às crises política e econômica vividas pelo país vizinho.

Jânio lembrou que, na época em que era vereador, alertou para que a população não elegesse um segundo Fernando Collor de Melo, ex-presidente do país. “Eu falei em tribuna e ainda alertei o provo brasileiro: toma cuidado para não eleger um segundo Collor e ainda piorado. Está aí hoje a vergonha. Quando se fala em Brasil lá fora dão risada da nossa cara”.

Antes de se despedir da tribuna, o ex-vereador ainda ressaltou que pede a Deus proteção ao poder judiciário. “No tempo do meu pai, quando ele foi vereador, ele sonhava em ver um segundo Getúlio Vargas no país. Ele não chegou a ver, mas o filho dele viu. E creio ainda em Deus que ei de ver o meu país mudado. É uma vergonha o que estamos passando hoje, nada se tira proveito do que fala esse cidadão que hoje governa o nosso país, infelizmente. Mas eu faço a minha obrigação como servo de Deus e todos os dias oro pedindo benção e proteção ao poder judiciário”.

Graciela Zabotto