• 08/05/2021

Brasil tem 58 casos de reinfecção de Covid e prefeito de Carapicuíba é um deles

 Brasil tem 58 casos de reinfecção de Covid e prefeito de Carapicuíba é um deles

(Foto maranhão)

Curado pela segunda vez da Covid-19, o prefeito de Carapicuíba, Marcos Neves (PSDB), é um dos casos de reinfecção do novo coronavírus. Segundo o Ministério da Saúde, em matéria divulgada no portal de notícias UOL.com.br., há pelo menos 58 casos suspeitos de reinfecção por Covid-19, e que estão sendo investigados em nove estados, no Brasil.

“Nestes casos, a pessoa teve a primeira infecção confirmada e o que precisa ser confirmada agora é se houve a reinfecção”, explicou Greice Madeleine Ikeda do Carmo, diretora do Departamento de Articulação Estratégica de Vigilância em Saúde”.

Uma médica do Rio Grande do Norte, de 37 anos, foi o primeiro caso confirmado de infecções por duas linhagens diferentes do novo coronavírus no país. Ela será acompanhada para ajudar cientistas a terem mais detalhes sobre como ocorre a segunda infecção.

Na região, o prefeito de Carapicuíba, Marcos Neves (PSDB), foi diagnosticado duas vezes com a doença. A primeira foi em junho, quando o teste apontou que seu corpo estava com o vírus, porém foi um caso assintomático. Já no final de novembro o tucano afirmou que sentiu sintomas semelhantes ao da gripe e resolveu fazer o teste.

“Tive coriza, dor no corpo, mal-estar, e resolvi fazer o teste de Covid”. O resultado foi, novamente, positivo. “Segundo diagnóstico médico posso não ter desenvolvido os anticorpos da primeira vez”, explicou, na época, quando também alertou para a gravidade da doença: “Ela ainda é pouco compreendida e é perigosa, por isso reforço a importância de todos manterem o cuidado”.

No último dia 10, durante visita a obras de revitalização em uma área ao lado do Rodoanel, o prefeito gravou um vídeo afirmando que estava curado. “Fico muito feliz por estar de volta às ruas para continuar trabalhando”. Recuperado do vírus, o tucano voltou a pedir para que a população mantenha os cuidados necessários e se projeta. “É para continuar evitando aglomerações e continuar usando máscara. Estamos muito próximos com a vacina. A gente sabe que a população já cansou dessa doença, mas precisamos tomar os cuidados”.