Bruna Furlan lidera pesquisa para deputada estadual

 Bruna Furlan lidera pesquisa para deputada estadual

Foto: Caio Henrique

De acordo com a Govnet/Opinião Pesquisa, encomendada pelo Grupo Gazeta de S. Paulo, a deputada federal Bruna Furlan (PSDB) lidera a pesquisa de intenção de votos para o cargo de deputada estadual. Ela está tecnicamente empatada com Janaína Paschoal (PRTB), deputada estadual que irá disputar a reeleição. Ambas aparecem com 0,24% da preferência do eleitorado.

Bruna Furlan está no terceiro mandato na Câmara dos Deputados. Advogada de formação, ela nasceu em Barueri e é pós-graduada em Gerenciamento de Cidades pela Fundação Armando Alvares Penteado (Faap).

Na Câmara Federal liderou debates importantes, dentre eles a Lei dos Endowment, para viabilizar financiamento privado às instituições de ensino; foi relatora da nova Lei da Migração, de caráter humanitário e moderna; e presidiu as comissões que instruíram a nova Lei de Proteção de Dados, que protege os direitos das pessoas nas relações comerciais da internet; e conduziu também os debates sobre a Lei das Fake News onde, durante 148 dias, liderou 30 audiências com mais de 100 especialistas no assunto.

Em Barueri teve participação fundamental na conquista do Hospital Regional Rota dos Bandeirantes. Sua boa relação com o então governador João Doria e Rodrigo Garcia, que na época era vice-governador, viabilizou o início das obras da unidade para atender a região.

Outros nomes

Depois de Bruna e Janaína, 24 nomes somaram 0,12% da preferência eleitoral cada, um deles é Alexandre Frota (PSDB), morador de Cotia e que também vai trocar Brasília pela Assembleia Legislativa.

Os outros nomes são Aldo Demarchi André Soares, Barros Munhoz, Caio França, Carlão PT, Clodoaldo de Moraes, Delegado Olim, Edna Macedo, Fernando Cury, Gilmaci Santos, Godim, Isa Penna, Jooji Hato, Jorge Caruso, Marcelo Lima, Márcia Lia, Márcio da Farmácia, Murilo Felix, Rafael Silva, Reinaldo Alguz, Ricardo Tripoli, Sâmia Bomfim e Tenente Coimbra.

A pesquisa Govnet/Opinião Pesquisa foi realizada por meio de entrevistas pessoais domiciliares e abordagem telefônica com 800 eleitores. O período de realização da coleta de dados foi entre 20 e 25 de abril de 2022. A margem de erro para o total da amostra é de 3,5%, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. (fonte: gazetasp.com.br)

Da Redação