• 26/07/2021

Caio vira garoto-propaganda da Serasa após fama de caloteiro no ‘BBB 21’

 Caio vira garoto-propaganda da Serasa após fama de caloteiro no ‘BBB 21’

Foto: Instagram

Depois de ter ganhado o apelido de “Caio Caloteiro” nas redes sociais durante sua participação no “BBB 21”, Caio Afiune aproveitou a fama e fez uma parceria com a Serasa — empresa privada referência em análises e informações para decisões de crédito.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Caio recebe uma carta da empresa. Na sequência, ele instala o aplicativo da plataforma no celular para fazer uma consulta com seu CPF (Cadastro de Pessoas Físicas). Nesse momento, a história é cortada com o anúncio de que terá continuação.

A Serasa também divulgou a ação.

Relembre a história

Em janeiro deste ano, dias após o início do reality show da TV Globo, o nome do fazendeiro de Anápolis (GO) foi parar no noticiário financeiro. O motivo: 28 cheques sem fundo, devolvidos, além de uma dívida de mais de R$ 8 mil.

Dentro do programa, Caio foi anjo em três oportunidades. Em cada uma, ganhou R$ 5 mil e pôde enviar mais R$ 5 mil para um membro da família — em todas, a escolhida foi a esposa. Só aí a família arrecadou R$ 30 mil.

Em outras provas do reality, o fazendeiro ganhou prêmios: uma televisão de 55 polegadas, um aparelho de jantar de 18 peças, uma lavadora, uma cadeira gamer e R$ 10 mil para gastar em uma reserva de viagem.

Além disso, Caio e os demais brothers receberam um cachê. O valor é de um salário mínimo (R$ 1.100) por mês, além de R$ 500 pagos por semana de permanência. Ou seja: só pelos 85 dias de participação, fora os prêmios, Caio recebeu cerca de R$ 9 mil — cerca de R$ 3 mil pelo cachê mensal e R$ 6 mil por permanecer 12 semanas na casa.

Caio foi o 11º eliminado do “BBB 21”, com 70,22% dos votos. (tvefamosos.uol.com.br)