Carmônio quer idosos recepcionando moradores em órgãos públicos

 Carmônio quer idosos recepcionando moradores em órgãos públicos

Foto: Ricardo Migliorini / CMO

Usar a experiência dos idosos para melhorar o atendimento oferecido à população de Osasco em órgãos públicos municipais. Esse é o objetivo da Indicação 891/2022 enviada pelo vereador Carmônio Bastos (Podemos) à prefeitura. 

Por meio dela, o parlamentar sugere ao Executivo a elaboração de um projeto de lei para criar o programa “Idoso Inteligente”, permitindo a contratação pela administração municipal de pessoas com idade superior a 65 anos.

O programa “Idoso Inteligente” prevê que idosos com 65 anos ou mais, residentes em Osasco, assinem Termo de Compromisso com a prefeitura pelo prazo de 24 meses, renováveis uma única vez por mais dois anos, para trabalhar no acolhimento de munícipes que buscam atendimento nos serviços públicos municipais, como, por exemplo, unidades de saúde. Eles ficarão encarregados pelo primeiro atendimento, orientando os moradores e esclarecendo dúvidas.

“Idade não pode ser um empecilho para quem quer trabalhar. Precisamos aproveitar a experiência adquirida pelos idosos e usá-las a favor da população. O pessoal da terceira tem uma sensibilidade muito grande e pode acolher de forma mais humana os munícipes que buscam por atendimento no serviço público de Osasco”, explicou Carmônio.

De acordo com a proposta do vereador Carmônio, o programa “Idoso Inteligente” terá caráter de tecnologia social, ou seja, é uma ação de baixo custo para os cofres municipais e, em contrapartida, fácil de ser aplicada e com grande impacto social. Pelo trabalho, os idosos receberão auxílio monetário pago por hora, além de transporte gratuito nas linhas municipais de ônibus.

O programa já foi apresentado ao prefeito Rogério Lins (Podemos) que aprovou a iniciativa de Carmônio. Com o aval do prefeito, o assunto foi pauta de reunião entre Carmônio e o secretário de Assistência Social José Carlos Vido que se mostrou aberto a dar sequência ao projeto. Pela proposta, a coordenação do programa ficará com a pasta de Vido. 

“Fico feliz em ter o apoio do Rogério e por saber que o secretário vê com bons olhos essa abertura aos nossos idosos. Tenho certeza que o programa Idoso Inteligente vai sair do papel e será benéfico para todos”, finalizou Carmônio.

Da Redação