CCR faz varal para doação de máscaras em passarela na Castello Branco

 CCR faz varal para doação de máscaras em passarela na Castello Branco

Para reforçar os cuidados contra o novo coronavírus, a CCR ViaOeste distribuirá máscaras de tecido aos pedestres na passarela existente no km 26 da rodovia Castello Branco, em Barueri. A ação acontecerá nesta quarta-feira (31), das 7 às 10 horas. As máscaras estarão embaladas e disponibilizadas em um varal montado na passarela, para que os pedestres possam retirar individualmente e manter o distanciamento entre as pessoas.

Além das máscaras, o varal terá cartazes com orientações de higiene e cuidados para evitar o contágio. “Este é um momento muito complicado da pandemia, por isso, esta iniciativa na passarela reforça a importância do uso das máscaras e dos cuidados com o distanciamento social. É um esforço para sensibilizar as pessoas e evitar mais contaminações pelo vírus”, enfatizou gerente de Comunicação e Relações Institucionais da CCR ViaOeste, Sérgio Ribeiro.

Essa não será a primeira vez que a CCR ViaOeste e CCR RodoAnel realizam ações para ajudar motoristas e as comunidades no enfrentamento da pandemia. A concessionária já destinou 34 mil máscaras de tecidos em 2020 para entidades assistenciais, populações carentes, fundos sociais e secretarias de saúde de diversos municípios da Grande São Paulo e região de Sorocaba. 

Doações foram realizadas pela CCR ViaOeste para a comunidade carente Flamenguinho de Osasco, além dos Fundos Sociais e Secretarias de Saúde de Jandira, Itapevi, Sorocaba e São Roque. Também foram contempladas as seguintes ONGs e entidades assistenciais: Instituto Paraolímpico de Barueri, Tenda da Solidariedade de Jandira, Lar Mãe da Providência de São Roque, Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil (Gpaci) de Sorocaba e Cooperativa Unindo Forças de Barueri. Já as doações da CCR RodoAnel foram destinadas para a Comunidade Santa Maria em Osasco, Fundos Sociais e Secretarias de Saúde de Embu das Artes, Carapicuíba, Cotia e Osasco. 

O apoio às entidades que produziram as máscaras, como a Associação Cristã de Osasco e Movimento de Mulheres Negras (Momunes) de Sorocaba é outro papel desta iniciativa. A ação auxiliou setores vulneráveis da sociedade e também proporcionou renda para as ONGs e famílias envolvidas na confecção das máscaras.

Da Redação