CCR registra mais de 400 focos de incêndio em 2020

 CCR registra mais de 400 focos de incêndio em 2020

Levantamento realizado pela CCR ViaOeste e CCR RodoAnel, que administram o sistema Castello-Raposo e trecho oeste do Rodoanel, respectivamente, aponta que o período, entre os meses de maio e setembro, foi o mais crítico para a incidência de queimadas às margens das rodovias em 2020. Durante todo o ano passado, a CCR ViaOeste atuou em 305 focos de incêndio. Em 2021, entre janeiro e maio, já foram registradas 55 ocorrências do tipo no sistema Castello-Raposo. No trecho oeste do Rodoanel, foram 139 focos de incêndio durante ano de 2020 e, entre janeiro e maio deste ano, já foram registradas 27 ocorrências. Por esse motivo, sabendo da importância de preservar a segurança do usuário e a vegetação lindeira, a CCR ViaOeste e CCR RodoAnel, juntamente com a CCR SPVias e CCR AutoBAn, que fazem parte da CCR InfraSP, estão apoiando Operação Corta Fogo, coordenada pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) e direcionada pela ARTESP (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo) nas rodovias paulistas. Durante a operação, as concessionárias estão ampliando as ações de prevenção, a partir do reforço no monitoramento das rodovias, do posicionamento de caminhões-pipa em pontos estratégicos e veiculação de mensagens nos painéis eletrônicos instalados ao longo dos trechos rodoviários. Entre os fatores que podem contribuir para incidência de queimadas, estão condições climáticas, característica da vegetação lindeira, proximidade de trechos urbanos, e principalmente, a ação humana. Além do problema ambiental, a propagação do fogo representa risco à segurança dos motoristas, pois a fumaça reduz a visibilidade.

Da Redação