Chinaglia diz que Bolsonaro vai inventar Covid para não encarar Lula no debate

Em entrevista ao Diário da Região, o deputado federal e pré-candidato à reeleição, Arlindo Chinaglia (PT), disse que gostaria de ver o presidente Jair Bolsonaro em um debate com o ex-presidente Lula, mas acredita ser pouco provável que esse ‘cara a cara’ aconteça.

“Eu gostaria de ver ele debatendo com o Lula, adoraria. Mas como eu acho ele uma pessoa covarde, ele sempre atribuiu a responsabilidade para o outro, é capaz dele fingir que pegou Covid só pra dizer que não foi”, alfinetou.

Nas eleições de 2018, Bolsonaro não participou de debates. Na época, ele se recuperava da facada que levou durante ato de campanha em Juiz de Fora, em 6 de setembro.

Chinaglia ainda ressaltou que o sonho de Bolsonaro é que aconteça no Brasil uma ação como aconteceu nos Estados Unidos com a invasão do Capitólio.

“Eu acho que ele sonha com a operação Trump, nos Estados Unidos, que conseguiu mobilizar gente para entrar no Capitólio.

Mas para dar golpe no Brasil precisa ter apoio da mídia, que ele não tem; precisa ter apoio norte-americano, que sempre ajudou os golpes aqui e hoje o Biden não vai por esse caminho; no [grupo do] empresariado deve ter gente golpista, mas não acredito que seja maioria, até porque eles perdem dinheiro; creio que não vai ter apoio da Igreja Católica como o Golpe de 64 teve.

Essas são partes significativas e quando vem as forças das armas aquilo que era parte vira aparentemente todos. Acho que o Bolsonaro tem essa vocação mesmo, de tirano”, completou.

 

Graciela Zabotto