Ciro Gomes visita Parnaíba nesta segunda para oficializar Elvis Cezar candidato a governador

 Ciro Gomes visita Parnaíba nesta segunda para oficializar Elvis Cezar candidato a governador

Divulgação

O pré-candidato à presidência do Brasil, Ciro Gomes (PDT), estará nesta segunda-feira, 4, em Santana de Parnaíba para participar do pré-lançamento da campanha de Elvis Cezar ao governo do estado.

O evento acontece às 19 horas, na Arena de Esportes, localizada na Estrada Tenentes Marques, 4100 – Fazendinha.

Também estarão presentes os deputados estaduais Cezar e Márcio Nakashima, o presidente Nacional do PDT, Carlos Lupi; o presidente do PDT da capital, Antônio Neto, além de outras lideranças da política nacional.

Elvis deixou o PSDB e se filiou ao PDT na última quinta-feira, 31, em evento que aconteceu na sede do Diretório Estadual, em São Paulo.

Durante o ato, o ex-prefeito disse que “Ciro obteve mais de 3 milhões de votos em São Paulo na eleição passada sem candidatura própria. A nossa obrigação é dobrar essa votação”.

Carlos Lupi destacou o preparo de Elvis para angariar votos a Ciro e também se destacar no cenário estadual como uma alternativa nestas eleições.

“Nós temos buscado nomes para lançar no partido que tenham um diferencial de gestão. E desde o início observei que o Elvis Cezar tem facilidade o preparo para o cargo. Ele é um excelente gestor e tem um olhar humano para quem mais precisa”.

Elvis Cezar deixou a prefeitura com índice altíssimo de aprovação, elegeu seu sucessor e entregou inúmeras obras em áreas essenciais como Educação, Saúde, Esportes, Habitação e Segurança. Na corrida pelo Palácio dos Bandeirantes, Elvis vai enfrentar grandes nomes do cenário político.

Na lista estão o ex-ministro Fernando Haddad (PT), o ex-governador Márcio França (PSB), o ministro da Infraestrutura do governo Bolsonaro, Tarcísio de Freitas (sem partido), a deputada federal e presidente do Podemos, Renata Abreu, o vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB), o deputado federal Vinicius Poit (Novo) e o prefeito de São José dos Campos Felício Ramuth (PSD) e do ex-ministro Abraham Weintraub (PMB).

Da Redação