Conselheiros tutelares de Osasco pedem melhores salários a Lins

 Conselheiros tutelares de Osasco pedem melhores salários a Lins

Na última quinta-feira (18), 15 conselheiros tutelares se reuniram com o prefeito de Osasco, Rogério Lins, para apresentar uma pauta de reivindicações. 

Lins se compromete a analisar os pedidos e já convocou um novo encontro para o próximo dia 30, quando acontece uma reunião de trabalho com os secretários de Educação, Saúde, Segurança e Assistência Social.  

Na pauta de reivindicações o grupo solicitava mudança da referência salarial, criação dos vales alimentação e refeição e auxílio saúde para a categoria.

No mês passado, durante visita do presidente da Câmara de Osasco, Ribamar Silva, ao Conselho Tutelar da Zona Norte, a categoria solicitou a alteração da Lei Municipal 4.583/13 referente à remuneração.

“Queremos alterar o Artigo 26 com um novo texto em que os conselheiros tutelares serão remunerados na importância de 06 (seis) salários mínimos nacional e com vale refeição e vale alimentação”, explicou um dos conselheiros.

Sobre as condições de trabalho os conselheiros reivindicaram humanização no atendimento do Hospital e Maternidade Amador Aguiar, possibilidade para zerar a demanda reprimida do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e rapidez no processo de atendimento no Programa Acolher.

“São pautas justas e legítimas, porém precisamos verificar a legalidade das demandas”, explicou o prefeito, que também sugeriu marcar uma reunião intersecretarial para poder ouvir cada um dos 15 conselheiros.  

“Não pode ser algo rápido. Além disso, a ideia é verificar a legalidade e chegar ao máximo do que a lei permitir. Esse cuidado é necessário porque o dinheiro que administro não é meu, são recursos públicos”, enfatizou.

Também participaram do encontro o secretário de Governo, Sérgio Di Nizo, o presidente da Câmara de Osasco, Ribamar Silva, demais vereadores e o presidente do CMDCA, Pedro Paulo.

Da Redação