Consulta em clínica particular deve começar no 2º semestre

A contratação de clínicas particulares para reduzir a fila de espera por consultas com especialistas na rede pública de saúde deve se tornar realidade no segundo semestre deste ano. A informação foi confirmada pelo presidente do Cioeste e prefeito de Osasco Rogério Lins.

Essa é o segundo chamamento público para contratação de clínicas. No primeiro foi oferecido o preço pago por consulta pelo SUS (Sistema Único de Saúde), que é baixo e inviabilizou a proposta do convênio.

“Estamos na fase final do novo edital. Fizemos um chamamento inicial a preço SUS e não houve clínicas interessadas e agora, atendendo as recomendações do Tribunal de Contas, abrimos um chamamento público com consultas pelo preço de R$ 45 e tem bastante clínicas interessada. No segundo semestre já devemos ter consultas para a nossa população”, projetou Lins.

Dentre as diversas especialidades aguardada por pacientes há meses estão cardiologista, endocrinologista, oncologista, oftalmologistas.

De acordo com ele o processo de contratação segue agora os trâmites internos de averiguação de documentos, qualificação das clínicas e capacitação dos profissionais.

A medida foi uma forma encontrada pelo Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) para reduzir a fila de espera por consultas na rede municipal de Saúde. Doze municípios formam o grupo.

Graciela Zabotto