Coren-SP diz que hospital negou acesso ao prontuário médico de Klara Castanho

 Coren-SP diz que hospital negou acesso ao prontuário médico de Klara Castanho

Reprodução/Instagram

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) disse que teve pedido negado Hospital e Maternidade Brasil para acessar o prontuário da atriz Klara Castanho. Segundo o órgão, a justificativa que recebeu é que a paciente precisaria autorizar a liberação previamente.

“O Coren-SP informa que solicitou o prontuário de atendimento da atriz vítima de vazamento de informações sigilosas ao hospital onde ela foi atendida, mas o acesso ao documento foi negado ao conselho pela instituição sob a justificativa de necessidade de autorização prévia da paciente, seguindo o previsto em resoluções do Conselho Federal de Medicina (CFM) e no Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem”, diz a nota divulgada nas redes sociais.

Em seguida, o Coren se colocou à disposição de Klara, caso ela queira dar andamento na investigação. “Desta forma, o Coren-SP se põe à disposição da atriz, caso isso seja de sua vontade, para orientação quanto aos procedimentos para encaminhamento de apuração da conduta dos profissionais de enfermagem que a tenham atendido ou de autorização para acesso ao prontuário”, informa.

“O conselho reafirma seu compromisso e preocupação com a ética, que também é um instrumento de trabalho da enfermagem, ao mesmo tempo em que tem o dever de cumprir as previsões legais vigentes para evitar quaisquer outros prejuízos à vítima ou à devida condução de apuração dos fatos”, completa. (com entretenimento.r7.com)

Da Redação