• 24/09/2021

‘Cotia está sendo vendida’, afirma Quinzinho sobre excesso de imóveis

 ‘Cotia está sendo vendida’, afirma Quinzinho sobre excesso de imóveis

(Foto Eliane tafu)

O ex-prefeito Quinzinho Pedroso, candidato ao cargo novamente nas eleições deste ano, ‘declarou guerra’ aos prefeitos anteriores e a atual gestão sobre o crescimento imobiliário de Cotia. “Desafio qualquer um para debater este tema comigo”, cutucou durante entrevista ao “Diário nas Eleições”, série de entrevistas do jornal Diário da Região, ConecTV e rádio Nova Difusora com os principais candidatos da região na disputa pela prefeitura.

A liberação, pela administração municipal, para construção de conjuntos habitacionais, sejam apartamentos ou casas, pelo Minha Casa Minha Vida é considerada, por Quinzinho, como um ato “criminoso”. Ele acha um absurdo o que acontece no Morro Grande, área de preservação ambiental, com extensa faixa de Mata Atlântica e uma enorme represa do sistema Alto Cotia que abastece o município, uma parte de Embu das Artes, cidade vizinha e toda a Granja Vianna, área nobre da cidade, cercada de residenciais de alto padrão.

“Tem edifícios residenciais que não tem 4 metros de largura. Isso é uma aberração! Só quem é de Cotia sabe que estão picoteando o município inteiro. Em Caucaia do Alto, no bairro dos Pereiras, dentre outros locais, estão colocando prédios sem contrapartida na mobilidade urbana. Não deixam recuo para pedestre, não tem 70 cm de calçada e nesse pequeno espaço ainda colocam um poste. Quem não viu isso? Por que aprovaram isso?”, questiona.

“Estão construindo prédios e mais prédios em lugares sem escola para todas as crianças, sem creche e sem mobilidade urbana. Estão erguendo edifícios em lugares perigosos, de difícil acesso. É uma irresponsabilidade sem precedente. Isso não é gestão, isso é querer ganhar dinheiro. Os prefeitos sabem o que estou falando. A sociedade tem que saber que Cotia está sendo vendida, picotada de uma forma irresponsável”, conclui.