• 18/10/2021

Craque Neto detona Bolsonaro após presidente ser barrado em estádio: ‘Deveria ter respeito’

 Craque Neto detona Bolsonaro após presidente ser barrado em estádio: ‘Deveria ter respeito’

Reprodução/Youtube

Eita! O ex-jogador de futebol Neto movimentou as redes sociais ao abrir o jogo e detonar Bolsonaro. Em seu canal no Youtube, o atleta teceu críticas ao presidente do Brasil, que passou o feriado no Guarujá, tentou assistir Santos e Grêmio na Vila Belmiro e foi impedido pela diretoria do clube, por não estar vacinado. Sem papas na língua, o apresentador não conteve a sua indignação.

“O Bolsonaro deveria ter o respeito para com as pessoas”, começou ele. “Porque a regra é para todo mundo. Sem vacina você não pode entrar em nenhum estádio mesmo sendo presidente da República”, continuou.

A diretoria do Santos negou que a equipe do presidente tenha procurado o clube para acompanhar presencialmente a partida na Vila.

“O Santos FC não foi procurado pela equipe do presidente. O clube segue os protocolos da CBF que, por sua vez, segue as normas sanitárias da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)”, disse a equipe santista.

“Sem a vacina nós não sobrevivemos”, continou Neto no seu puxão de orelha. “E o que o senhor diz no seu curral, com todo mundo sem máscara, não vale para mim e não vale para as outras pessoas”, finalizou.

CRÍTICAS AO VIVO A SIKÊRA JR
O craque Neto, após ser um dos grandes jogadores do Corinthians na década de 1990, tem feito muito sucesso no comando do “Os Donos da Bola”. Marcado por sua sinceridade, o ex-jogador sempre fala o que pensa no programa, e aproveitou o espaço do episódio desta quarta-feira, 30 de junho, para criticar Sikêra Jr, que fez um discurso homofóbico recentemente.

“A gente não pode ter esse jornalista, pseudônimo de jornalista, que é o Sikêra Jr, falar o que ele falou sobre os homossexuais… Parabéns, Burger King. Por sinal, vocês arrebentaram. Parabéns para vocês”, começou o ex-atleta.

“Aí depois, no outro dia, o cara pede desculpas. Sabe por que ele pediu desculpa? Porque os patrocinadores saíram fora de lá. Ou você pensa assim ou você não pensa, irmão! Ou você é homem ou não é homem”, disparou.

“Que não adianta você falar para ganhar dinheiro do governo. É seu pensamento esse? Se for seu pensamento, espero que você não me encontre. O dia que você me encontrar, em qualquer lugar, você vai ver só. Ou até o dono da RedeTV! aí”.

“Qualquer um de vocês que pensam assim. Falassem isso mano a mano [para ver]. Aí, depois, quando a corda vem no seu pescoço, pede desculpa. Desculpa nada. O seu pensamento é esse. Você é homofóbico e muito”, concluiu Neto.

PEDIDO DE DESCULPAS
O apresentador Sikêra Júnior decidiu pedir desculpas depois da polêmica em que se envolveu ao chamar a comunidade LGBTQIA+ de “raça desgraçada”. Mas com ressalvas, ele desabafou ao vivo no programa “Alerta Nacional”, da RedeTV!, na última terça-feira, 29 de junho.

“Eu preciso reconhecer que me excedi, no calor do comentário, defendendo a inocência de crianças que eu sempre defendi. Posso ter usado palavras que me arrependo, sou humano. Errei, erro e vou errar”, falou, fazendo mea culpa.

Entretanto, Sikêra Júnior ressaltou que seu pensamento segue na contramão, discordando do conteúdo exibido no comercial da rede de fast food.

“Como pai e avô, não posso me calar quando vejo crianças sendo usadas como peças publicitárias para venderem ideologias. Eles precisam brincar, estudar e serem crianças”, opinou novamente.

Fazendo a linha pacífica, Sikêra quis reiterar que independente da religião, orientação sexual ou cor da pele, gosta de tratar a todos com carinho.

“A você que se sentiu ofendido, eu lhe peço perdão. Extrapolei como nunca e continuo contra o que vi no comercial. Mas como pai de família e homem de bem, o que posso fazer neste momento é pedir perdão”, concluiu. (ofuxico.com.br)