Délbio diz que levaria pão com mortadela a manifestantes contra título a Bolsonaro

Por mais de uma hora os vereadores de Osasco debateram o Projeto de Decreto Legislativo que concedeu título de cidadão osasquense ao presidente Jair Bolsonaro (PL). PDL foi aprovado nesta terça-feira (3), com 17 votos a favor, dois contrários e duas ausências.

Após a votação do projeto, o vereador Délbio Teruel (União Brasil) criticou os manifestantes que ofenderam a vereadora Ana Paula Rossi (PL), na sessão de 19 de abril, durante protesto na Câmara contra a concessão do título.

“Quero pedir desculpas para a vereadora Ana Paula porque no dia que teve o problema aqui no plenário eu não estava aqui, infelizmente. Tive que levar minha mãe ao médico e não consegui chegar a tempo”, explicou.

“Se eu conseguisse chegar, teria trazido bastante pão com mortadela para falar com esse povo que estava aqui. Povo que não tinha o que fazer. No horário de serviço, eles estavam aqui para falar mal e ofender a vereadora Ana Paula”, disparou.

O termo ‘pão com mortadela’ tem sido utilizado para se referir aos eleitores da esquerda, assim como o termo ‘coxinha’ é usado em referência a eleitores da direita.

Em seguida, o vereador Emerson Osasco pediu para que Délbio também levasse a bebida. “Quando ele fala que vai dar a mortadela para o povo, vou pedir para trazer tubaína também porque, em alguns meses, vai ter tempo de sobra pra isso e aí ele pode trazer pra mim também porque eu adoro mortadela com tubaína”, rebateu.

Há semanas, às sessões tem sido agitadas por conta da tramitação, na Casa, do projeto de concessão do título. Manifestantes repudiaram nas redes sociais e também no Legislativo.

Graciela Zabotto