Délbio não gravaria clipe com Anitta e apresenta projeto contra Moções que não sejam de Osasco

 Délbio não gravaria clipe com Anitta e apresenta projeto contra Moções que não sejam de Osasco

Foto: Graciela Zabotto

Em entrevista ao Diário da Região, o vereador Délbio Teruel (União Brasil), explicou que apresentou na Câmara Municipal um projeto de lei que exige que toda Moção, que não seja referente a Osasco, precise da assinatura de sete vereadores antes de ser pautada para análise em plenário.

A meta é impedir o que aconteceu na última sessão e que tem sido frequente na Casa. A vereadora Juliana da Ativoz apresentou Moção de Aplauso aos do festival Lollapalooza que não se intimidaram diante da tentativa de censura às manifestações políticas durante o festival.  

Délbio disse que foram 90 minutos da sessão gastos somente nesse debate, onde ele acabou falando sobre a Anitta. 

“Nós perdemos uma hora e meia por um assunto que não diz respeito a Osasco. Eu estava na tribuna indignado. Devemos discutir projetos para a cidade e, quando tiver que elogiar alguma coisa, que seja de algum trabalho bem feito na cidade”, desabafou.

“Que seja uma Moção de cobrança de alguma coisa que esteja deixando de ser feita no município. O que o povo de Osasco quer saber sobre tentativa de censura no show do Lollapalooza? Isso tem um público específico. Nós estamos ali (Câmara) para discutir problemas de Osasco e não esse tipo de Moção. Isso envergonha”, completou.

Para reduzir essas Moções, Délbio sugeriu o projeto de lei que deve ser pautado na próxima semana. Se for aprovado, o PL estipula que Moções que não tratem assuntos ligados a Osasco tenham apoio de um terço dos vereadores. Apenas Moções sobre a cidade não necessitam disso.

Graciela Zabotto