Delegado relata frieza de mulher que matou marido na frente dos 3 filhos

Em entrevista ao Diário da Região, o delegado titular do 1° DP de Carapicuíba, Marcelo José do Prado, disse que praticamente descartou legitima defesa de mulher que matou marido na frente dos 3 filhos, no Ariston, em Carapicuíba.

Em depoimento ela demonstrou frieza e disse que não gostava mais dele como homem.

Segunda a acusada pelo crime, sua intenção era esfaquear as mãe do marido, mas acabou acertando o peito. A facada perfurou o pulmão.

Depois do assassinato, ela ainda tomou banho antes de fugir. Não foi divulgado onde ela estava no momento da prisão. As única imagens disponíveis são dela voltando do exame de corpo de delito no IML e sendo conduzida à carceragem provisória até obter vaga no presídio de Tremembé, no interior do estado.

Crime aconteceu na segunda-feira (11), em uma comunidade do Ariston. O rapaz esfaqueado era muito conhecido e querido no bairro.

Mulher matou marido porque ela mandou a filha mais velha fazer arroz, a menina se recusou, ela bateu na garota e o pai tomou as dores.

Durante a briga do casal, a esposa pegou uma faca de cozinha e cravou no marido, que morreu a caminho do hospital.

Maranhão Gomes