Em Barueri adesão à vacina é maior entre as mulheres

 Em Barueri adesão à vacina é maior entre as mulheres

Divulgação

Barueri registrou no início deste mês a marca de 580 mil doses de vacinas aplicadas na cidade desde o início do processo de imunização, em janeiro do ano passado.

Em pouco mais de um ano, a quantidade de vacinas aplicadas representa, em termos percentuais, a imunização de 55,3% de mulheres, 44,68% de homens e 0,01 de indefinidos da cidade.

No Vacinômetro on-line é possível acompanhar a vacinação na cidade. A plataforma é atualizada diariamente.

“Avalio a adesão como muito positiva, acredito que grande parte da população deseja ser imunizada. Através dos boletins diários, gerados pelas unidades de saúde, verifica-se uma grande procura dos moradores pela vacina e a solicitação de esclarecimentos”, disse Elaine Fonseca Lima, diretora técnica de Enfermagem da Secretaria da Saúde.

A prefeitura tem realizado mutirões de vacinação, incluindo os trabalhos da vacinação infantil. Np sábado, 5, foi promovido o “Dia C” da vacinação com as UBS e o Centro de Eventos para vacinar os moradores, inclusive as crianças e adolescentes.

Ciclo vacinal

Elaine destaca que é “imprescindível” completar o esquema vacinal para conter a pandemia. A diretora ainda explicou que uma dose da vacina complementa a outra. Ou seja, na primeira aplicação, o sistema imunológico da pessoa é estimulado a criar os anticorpos contra a doença.

“Com a segunda dose, o organismo está preparado para aquele patógeno e desenvolve anticorpos e células de memória melhores e mais duradouras”, explicou.  Sem o ciclo vacinal completo, a pessoa fica mais vulnerável à infecção pelo coronavírus, sem contar que a vacinação incompleta propicia o surgimento de versões mais resistentes do vírus.

Da Redação