Emerson Osasco diz que Bolsonaro é o mal encarnado na Terra

O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) nº 10/2022 que concede a Jair Bolsonaro (PL) o título de cidadão osasquense gerou elogios e críticas ao presidente na Câmara Municipal. Projeto foi apresentado pela vereadora Ana Paula Rossi (PL) e aprovado nesta terça-feira, 3.

O vereador Emerson Osasco (Rede) justificou seu voto contrário ao título. “Quero começar a fala dizendo “Fora Bolsonaro”. No dia 31 de maio de 2020, no auge da pandemia, profissionais da imprensa e da saúde foram atacados por bolsonaristas de forma totalmente cruel e desrespeitosa. Pessoas perdendo a vida para o coronavírus. Revoltou ver mulher sendo agredida verbalmente, fisicamente e psicologicamente pelos bolsonaristas. Um governo genocida que trocou mais de 4 vezes o ministro da Saúde e ficamos três meses sem ministro da Saúde”, relembrou.

“Bolsonaro é genocida, é racista, é fascista, é a representação do mau encarnado na terra. Bolsonaro hoje responde na pandemia por mais de nove crimes e espero que seja condenado, preso e que sirva de exemplo para que no Brasil. Sou contra o Bolsonaro, a família e grupo de milicianos. Fora governo da morte”, finalizou.

Já Zé Carlos do Santa Maria (Patriota) defendeu o presidente. “Tentaram tirar a vida dele, mas quem tira a vida é Deus e não o ser humano. E ele está aí defendendo a gente e posso falar que estivemos em Brasília e lá o guia turístico falou que o Bolsonaro manda lá em 75%. Votei a favor do Bolsonaro e voto e vou fazer campanha pra ele porque é o único homem que tirou o roubo desse país e vai continuar tirando. Serão mais quatro anos sem teta. Acabou”, declarou.

O vereador ainda disparou contra os manifestantes que estiveram na Câmara no último dia 20 de abril durante ato contra a aprovação do título a Bolsonaro. “Aqui fomos eleitos pelo povo e vamos defender o povo. E aqui ninguém vai tirar nossa pauta daqui. Não é meia dúzia que vai chegar aqui e dizer o que vamos fazer”, enfatizou.

Graciela Zabotto