Emídio cobra PM sobre possível transfobia de policial em Osasco

 Emídio cobra PM sobre possível transfobia de policial em Osasco

Foto: Alesp

O deputado estadual Emídio de Souza (PT) enviou ofício à Corregedoria e Ouvidoria da Polícia Militar pedindo apuração do comportamento de uma PM em Osasco.

Há suspeita de que a policial tenha cometido crime de transfobia em uma tabacaria, no Jardim Mutinga, no domingo à noite.

Um vídeo mostra a policial militar chamando Luna Nunes, de 22 anos, de “ele”. A trans rebate e diz que é “ela”. A PM afirma que se “quer que chame de mulher, vai trocar o nome na certidão. Tem que ter no RG o nome de mulher. Por enquanto, é homem. Vai, rapa fora daqui!”.

Emídio escreveu, em suas redes sociais, que “a Polícia Militar precisa atualizar o seu manual de conduta e trabalhar para que episódios como esse não se repitam. Transfobia é crime e esse caso não pode ficar impune”.

O episódio aconteceu no dia em que se celebra a visibilidade trans.

Da Redação