Estado inicia construção do novo acesso a Osasco na Castelo Branco

O governador Rodrigo Garcia deu início nesta quarta-feira, 20, às obras do novo acesso à cidade de Osasco, que engloba a construção de uma nova ponte sobre o rio Tietê que permitirá o acesso da rodovia Castelo Branco (SP 280) para Osasco.

O investimento de R$ 232,7 milhões será feito pela própria concessionária CCR ViaOeste, sem custos para o Estado, dentro do Programa de Concessões Rodoviárias, sob gestão da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

“A nova entrada de Osasco vai proporcionar uma melhor fluidez do tráfego, beneficiando não só a população que acessa esse grande município, mas também aqueles que vão para o interior pela rodovia Castelo Branco. É uma obra que emprega o que tem de mais moderno na engenharia, um sonho antigo que se torna realidade a partir de hoje”, afirmou o governador.

Mais de 700 mil habitantes na cidade de Osasco devem ser beneficiados diretamente pelas intervenções, além dos motoristas da capital paulista e da região metropolitana que acessam o município.

Neste trecho da Castelo Branco, o projeto executivo prevê intervenções no Km 15+800 para a construção de nova ponte sobre o Rio Tietê, que ligará a rodovia à Avenida Fuad Auada a partir da via Marginal Oeste – no sentido interior. O acesso a Osasco já existente também será mantido.

As intervenções da concessionária incluem também melhorias para alargamento da pista Marginal Oeste da rodovia Castelo Branco, a partir do viaduto que passa sobre a avenida Presidente Kennedy.

As estruturas também ganham novos elementos de segurança, como defensas metálicas e barreiras rígidas. O prazo previsto para a conclusão das obras é de 23 meses.

A sinalização horizontal também será totalmente refeita, com pintura de faixas e implantação de tachões refletivos. As obras de implantação do novo acesso a Osasco não estavam contempladas no contrato de concessão da CCR ViaOeste, mas foram adicionadas por meio de um acordo definitivo entre a CCR e o Governo do Estado de São Paulo, assinado no último dia 31 de março.

“As obras iniciadas hoje fazem parte de um conjunto de investimentos em infraestrutura viária na região Oeste da Grande São Paulo, que têm como objetivo aumentar a capacidade de tráfego e as condições de segurança para os motoristas que utilizam o trecho diariamente”, disse Milton Persoli, diretor-geral da Artesp.

Além de ampliar a capacidade de tráfego, elevando os níveis de conforto e de segurança aos usuários, a ponte facilitará os deslocamentos diários dos trabalhadores e estudantes do município. Serão gerados, a partir das intervenções, mais de 6 mil postos de trabalhos diretos e indiretos.

Da Redação