Filha de 2 anos estava abraçada ao corpo da mãe morta a facadas em Osasco

 Filha de 2 anos estava abraçada ao corpo da mãe morta a facadas em Osasco

Reprodução/G1

Uma mulher de 29 anos foi morta a facadas pelo namorado na casa onde moravam na Vila Ayrosa, em Osasco. Crime aconteceu na madrugada de sexta-feira, 15.

Ela estava grávida e tinha dois filhos. Segundo os policiais a menina, de 2 anos, e o menino, de 7 anos, foram encontrados dormindo ao lado do corpo da mãe que estava na cama do quarto da vítima.

A menina estava dormindo abraçada à mãe e, no canto esquerdo da cama, estava o menino também dormindo abraçado à irmã.

Segundo a polícia, o SAMU foi chamado para atender um pedido de resgate. Quando chegou na residência a porta estava trancada e precisou ser arrombada.

Ao entrarem na casa os socorristas sentiram um forte cheiro de gás de cozinha. Eles foram verificar e constataram que a mangueira do botijão estava cortada.

Não foi confirmado se as crianças estavam dormindo ou se estavam desmaiadas devido ao forte cheiro. Elas sobreviveram.

Uma testemunha contou à polícia que no dia do crime viram a vítima e o namorado bebendo. Segundo ela, o casal estava morando junto há pouco tempo e sempre discutia quando ficava embriagado.

Vizinhos que passavam pela viela onde o casal morava reclamavam das brigas. A mulher chegou a contar a conhecidos que sofria agressões e que tinha vontade de se separar, mas que o companheiro afirmava que só sairia da casa quando a matasse.

O assassino fugiu depois do crime, mas foi encontrado no dia seguinte em uma clínica de reabilitação no Morro Doce, Zona Oeste da Capital.

Ele foi preso e confessou que matou a companheira a facadas. Ele foi encontrado com a boca machucada e disse aos policiais que sentia dores nas costelas porque foi agredido na rua por populares. Antes de ser levado para delegacia ele foi encaminhado para o Pronto-Socorro.

Maranhão Gomes