Frota condena compra de voto por R$ 100 e diz que depois “não adianta reclamar”

 Frota condena compra de voto por R$ 100 e diz que depois “não adianta reclamar”

Divulgação

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB) está alertando a população sobre a compra de votos – prática considerada crime eleitoral.

Em vídeo divulgado nas suas redes sociais, Frota, que é pré-candidato a deputado estadual, falou para os eleitores que “quem vende seu voto não pode reclamar depois”.

No vídeo, o tucano mostrou uma nota de R$ 100 e afirmou que “com esse valor não dá nem para comprar uma cesta básica ou botijão de gás”.

” Vender o voto por R$ 100. Isso não te dá ao direito de reclamar pelos próximos quatro anos, afinal, você vendeu o seu voto. Então não reclame depois de hospitais lotados, transportes públicos sem condições, falta de remédios, falta de vagas nas escolas e rede pública de Saúde sem médico para atender o seu filho. Com R$ 100 você não compra uma cesta básica que é a mais cara dos últimos anos. Com R$ 100 você também não compra um botijão de gás, enquanto isso [Jair] Bolsonaro passeia de jet ski, anda de moto e dá filé mignon para os filhos”, concluiu alfinetando o presidente.

Graciela Zabotto