Furlan diz que eleição está polarizada e não acredita em 3ª via

 Furlan diz que eleição está polarizada e não acredita em 3ª via

Foto: Caio Henrique

Rubens Furlan (PSDB), prefeito de Barueri, disse não acreditar na possibilidade de uma terceira via na corrida presidencial deste ano. Segundo ele, a eleição está polarizada entre a esquerda e o atual governo bolsonarista.

“Hoje estamos polarizados para presidente da República com dois candidatos. Há uma esperança de uma terceira via. Eu particularmente não acredito porque me parece que hoje [a eleição] é um grande jogo ideológico. De um lado a esquerda com o Lula e o outro [lado] polarizado pelo presidente da República. E daí o que que sobra? Qual partido tem chance numa eleição polarizada?”.

No cenário de pré-candidatos a ocupar a chamada terceira via na corrida presidencial estão Ciro Gomes (PDT), Sergio Moro (Podemos) e João Doria (PSDB), mesmo partido de Furlan.

Na semana passada, pesquisa Quaest/Genial para as eleições presidenciais apontou o ex-presidente Lula (PT) à frente das intenções de voto no primeiro turno. Para a pesquisa foram citados nove nomes de possíveis candidatos.

Lula lidera com 45% das intenções de voto, seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), com 25%. Depois, aparecem os candidatos Ciro Gomes, com 7%, Sergio Moro, com 6% das menções e João Doria com 2% das intenções de voto, mesmo percentual do deputado federal André Janones (Avante).

A pesquisa continua com Simone Tebet (MDB) com 1%, mesmo percentual do governador gaúcho Eduardo Leite, que teria que sair do PSDB para ser candidato. Felipe d’Avila (Novo) foi citado, mas não chegou a 1% das menções. Além disso, 6% dos entrevistados afirmaram que votariam em branco/nulo ou não iriam votar. Outros 4% se declararam indecisos.

A pesquisa Genial/Quaest ouviu 2.000 pessoas presencialmente entre os dias 10 e 13 de março. O índice de confiança é de 95%, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pelo Banco Genial e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-006693/2022.

Graciela Zabotto / Maranhão