Furto é a ocorrência mais registrada em Osasco

 Furto é a ocorrência mais registrada em Osasco

Divulgação

A Frente Parlamentar da Segurança Pública realizou, na tarde de segunda-feira, 22, na Câmara Municipal de Osasco, uma reunião com autoridades das forças de segurança do município para debater políticas públicas direcionadas ao aumento da segurança no município.

 

O secretário municipal de Segurança e Controle Urbano, coronel José Virgolino, apontou os maiores indicadores de criminalidade na cidade. “O furto é o nosso maior indicador. Furto de todas as espécies, principalmente de cabos de materiais de cobre. Infelizmente, nesse tipo de crime, na maioria das vezes, o delinquente é solto no mesmo dia, no máximo no outro dia, e muitas vezes volta a cometer o mesmo crime”, comentou.

 

Apesar de ser o crime com mais registros no município, houve redução de 7%. Virgolino também falou sobre a preocupação do Executivo em melhorar as condições de trabalho das forças de segurança, inclusive com aumento do efetivo da Guarda Municipal.

 

Recentemente a prefeitura realizou concurso público para contratação de 160 agentes para GCM e também anunciou a entrega de novos armamentos.

 

Sem fugir da polêmica, o vereador Délbio Teruel (União Brasil), que tem uma história pessoal que marcou sua vida, defendeu com veemência as forças de segurança. “Quando falo de segurança, sempre me exalto e sempre peço melhores condições de trabalho”, comentou Teruel, ao contar a sua história. “Às 9h, em um dia de trabalho, meu pai morreu vítima de três vagabundos que entraram no nosso mercado atirando, para roubar e matar meu pai. Então eu falo com propriedade para defender as forças de segurança, porque acho que bandido tem de ser tratado na bala e no cacete”, disse o parlamentar.

 

O Dr. Fagner Ferreira Soares, delegado da Polícia Civil, exaltou o trabalho de Osasco no combate à criminalidade e declarou que é importante a sociedade se unir. “Precisamos desenvolver esse trabalho conjunto, para combater efetivamente os crimes que acontecem em nossa cidade. E temos plenas condições para isso”.

 

 

Da Redação