Homenagem dá nome de Ruy Ohtake a auditório da Praças das Artes

 Homenagem dá nome de Ruy Ohtake a auditório da Praças das Artes

Divulgação

A prefeitura de Barueri publicou na edição nº 1.440 do Jornal Oficial de Barueri do dia 12 de janeiro a lei que dá o nome de Ruy Ohtake à sala de auditório do complexo cultural Praças das Artes Barueri – Gugu Liberato. A lei é originária ao Projeto de Lei nº 130/2021, apresentado pelo vereador Reinaldo Campos.

O projeto do prédio onde vai funcionar o que promete ser um dos maiores complexos culturais do estado foi assinado pelo arquiteto Ruy Ohtake. Ele morreu no dia 27 de novembro do ano passado, aos 83 anos, em decorrência de uma mielodisplasia – um tipo de câncer de medula. Em seu currículo estão mais de 300 obras assinadas no Brasil e no exterior, dentre elas os hotéis Unique e Renaissance, além da sede do Instituto Tomie Ohtake, na capital paulista.

No dia de sua morte, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan, usou as redes sociais para falar sobre Ohtake. “Com muita tristeza recebi a notícia do falecimento do arquiteto Ruy Ohtake. O Brasil perde um de seus maiores expoentes do urbanismo e Barueri fica órfão do autor do projeto arquitetônico da Praça das Artes, que estamos construindo no Boa Vista. Vamos concluir esta obra do jeitinho que ele desenhou, não só como homenagem ao seu legado, mas também para oferecer à população um espaço de aprendizagem pela arte e de forma sustentável, exatamente como Rui sonhou. Que Deus conforte a família e os amigos. Descanse em paz, amigo!”.

Praça das Artes – protejo sustentável e inovador
O prédio terá infraestrutura sustentável no que concerne à água e energia, pavimento térreo, mezanino e mais quatro pavimentos distribuídos em um terreno de 12.098,28m² com área construída de 20.807,41 m². O novo teatro de Barueri ficará agregado à Praça das Artes e terá 1000 lugares, dois palcos para ensaios, fosso para orquestra de 50 músicos, iluminação acústica e som de última geração.

O projeto contará também com duas salas de aula de teatro, seis salas de aula para dança, 12 para oficinas de artes visuais e plástica, oficinas de cenários e de figurinos; 16 salas de aula para música (futuro Conservatório de Barueri) e oficinas de artesanato. O local contará com espaços multiculturais, onde ficará a sede da Secretaria de Cultura e Turismo. Além da Pinacoteca e do Espaço Criança, com brinquedos interativos, abrigará a biblioteca de artes, área midiática e saguão de exposições para mostras. A obra agregará todas as necessidades de cada espaço, garantindo a integração de pessoas de todas as idades.

Da Redação