• 24/07/2021

Infância, tretas, choro: o que terá na série de Karol Conká no Globoplay?

 Infância, tretas, choro: o que terá na série de Karol Conká no Globoplay?

Após uma trajetória polêmica no “BBB 21” e ser eliminada com maior índice de rejeição na história do programa, com 99,17%, Karol Conká ganhou um documentário para chamar de seu, que estreia amanhã no Globoplay.

Mas o que esperar de ‘A Vida Depois do Tombo’?

A diretora Patrícia Cupello disse ao “Fantástico” que passou a entender o tamanho desse impacto na carreira dela após conviver com Karol.

Infância

A série documental deve sensibilizar muita gente ao mostrar a vida dela desde a infância, em Curitiba, com um pai alcoólatra e o sonho de se tornar cantora. Familiares e amigos da artista também gravaram depoimentos.

Símbolo de sucesso

A trajetória artística de Karol, com shows internacionais e apresentações icônicas, como no Rock in Rio em 2019, também devem ser exibidas no documentário para mostrar que ela entrou no “BBB” para ganhar ainda mais projeção, mas acabou sendo rejeitada pelo público.

Cancelamento

Apesar de poder ajudar a aliviar a barra de Karol, as polêmicas ditas por ela no “BBB”, como quando se recusou a comer na mesma mesa que Lucas Penteado e discussões com Carla Diaz, não ficaram fora do documentário.

Novo reality pós ‘BBB’

Assim que Karol deixou a casa, a equipe responsável pelo documentário passou a acompanhá-la durante 25 dias em sua rotina. Almoço com a família, relação com filho e a reação dela com a repercussão de sua participação serão exibidas.

Era muito importante a gente chegar já gravando e pegar essa mulher quando acordava, no almoço com a família, ouvir os diálogos, porque quando você está ali com uma câmera mais escondida, é igual no ‘Big Brother’, você esquece que está sendo gravada. Como ela reagiria a tanto ódio?

Patrícia Cupello

Karol com Karol

A série mostra um momento em que Karol está sozinha, rodeada por telões, revendo cenas dela no “BBB” e abrindo seu passado e intimidade para entender por que se comportou daquela forma na casa. A diretora adiantou que o resultado foi impactante e emocionou Conká em vários momentos.

Razão do comportamento

A diretora-geral Patrícia Carvalho explicou que o documentário quer desvendar as camadas da Karol que confundem as pessoas.

Durante o documentário, a gente ficou na dúvida sobre quem é ela, se isso é falso ou verdadeiro, ‘ela está sentindo isso mesmo ou está me manipulando’?

Cultura do cancelamento

A ideia é causar uma reflexão do público sobre a cultura de cancelamento, que pode afetar diretamente a vida pessoal da pessoae trazer muitos prejuízos para ela e seus familiares.

“Essa sensação é tão ruim que dá vontade de zerar a vida e começar tudo de novo”, disse Karol.

Sumida

Afastada das redes sociais, Karol reapareceu no Twitter no domingo (25) para falar sobre o documentário.

A diretora-geral disse ao “Fantástico” que acredita que Karol Conká não vai gostar de “A vida depois do tombo”.

Quando a gente tira totalmente a nossa roupa diante de um espelho, sempre tem algo que a gente não goste”

(uol.com.br)