Itapevi quer 100% dos alunos com ensino integral até 2030 e natação

 Itapevi quer 100% dos alunos com ensino integral até 2030 e natação

Reprodução/Facebook

A perspectiva da prefeitura de Itapevi é de que até 2030 todos os alunos no Ciclo I do Ensino Fundamental estejam matriculados nas escolas de tempo integral e com acesso a aulas de natação gratuitas. Informação foi dada pelo prefeito Igor Soares e faz parte do Plano Itapevi Cidade Educadora.

Cerca de dois mil alunos já estão matriculados no curso de natação das Escolas do Futuro de Itapevi. As aulas começaram no dia 15 para os alunos das unidades do Parque Suburbano e Santa Rita. Na unidade do Cardoso, recém-inaugurada, as aulas começam em abril.

“Muito feliz em presenciar o início das aulas de natação. Todos os alunos matriculados nas unidades têm direito ao curso de natação, mas para ter acesso às aulas, as crianças precisam ter autorização dos pais e apresentar exame médico obrigatório a cada três meses. As vagas são exclusivas para os estudantes dessas unidades escolares”, enfatizou Igor.

As aulas são realizadas após as 16h para não atrapalhar a grade curricular diária que é das 7h às 16h. Todas as piscinas são cobertas e aquecidas.

Os estudantes são divididos em turmas, com aulas de 45 minutos, divididas em três turnos:  16h10 às 16h55, 17h10 às 17h55 e 18h10 às 18h55. 

Cada turma tem aula uma vez por semana, em dia e horário escolhido pelos responsáveis que devem estar presentes no momento para dar suporte à criança quando ela estiver fora da piscina (secagem, troca de roupa, ingestão de água, etc).

Dentro da piscina, os alunos são acompanhados por três instrutores de natação, três estagiários e um salva-vidas. Além deles, o professor-coordenador do polo e mais dois monitores acompanham a atividade.

Durante as aulas, as crianças têm acesso a boias, espaguetes, tapetes flutuantes, pranchinhas, pista de basquete flutuante, trava de vôlei, trave de gol e diversos equipamentos que aumentam a segurança e facilitam a adaptação do aluno ao ambiente aquático.

Graciela Zabotto