• 30/11/2020

Jovem que desapareceu em Itapevi é encontrada em Bertioga com duas amigas

 Jovem que desapareceu em Itapevi é encontrada em Bertioga com duas amigas

(Divulgação)

A adolescente de 14 anos que estava desaparecida há mais de uma semana foi localizada no litoral de São Paulo. A menina foi encontrada na tarde de quarta-feira (4), após trabalho conjunto dos policiais da Delegacia de Bertioga, cidade em que foi achada, e da equipe da Delegacia de Polícia de Itapevi, município em que vive.

Segundo divulgado pela Polícia Civil, a equipe de Bertioga recebeu um pedido dos policiais de Itapevi, para que realizasse diligências na cidade, já que, segundo informações, a adolescente poderia ter sido sequestrada. Os policiais identificaram que Raissa estaria em Bertioga após rastrearem o celular que ela estava usando.

Os pais tinham registrado boletim de ocorrência em Itapevi após a menina desaparecer no dia 26 de outubro, depois de ter saído da casa do avô paterno. Na ocasião, o avô deu dinheiro à adolescente para comprar salgadinho e ela saiu de lá falando que ia para a sua casa e depois para a da mãe, mas não chegou até a residência. Um suposto pedido de ajuda feito via WhatsApp também era investigado pelas autoridades e o fato da menina aparecer com o rosto machucado em uma chamada de vídeo feita com a mãe.

Logo após o contato das duas delegacias, os investigadores iniciaram as ações de campo e, realizando buscas pelos bairros do município, conseguiram localizar a menor, na companhia de outras duas adolescentes, de 12 e 13 anos, em uma via pública da área rural de Bertioga.

Segundo o delegado José Aparecido Cardia, que conduziu o caso, em razão da mãe da menina ter divulgado o seu desaparecimento nas redes sociais, um golpista teria se aproveitado e feito contato com ela, afirmando que a adolescente havia sido sequestrada e que só iria liberá-la mediante pagamento em dinheiro. A situação, conforme aponta a autoridade policial, causou medo na família e fez com que eles acreditassem na possibilidade do crime.

“Aí você vê a maldade humana. Como uma pessoa pode se aproveitar do sofrimento de alguém e pedir dinheiro de resgate? Ainda não foi possível identificá-lo, mas é um criminoso, mau caráter. Como é que consegue dormir em paz com esse tipo de comportamento?”, diz o delegado.

Porém, a adolescente foi resgatada e ouvida pela polícia, assim como suas duas amigas, e relatou que em nenhum momento foi sequestrada ou mantida em cárcere privado. As três menores na verdade estavam andando pelas ruas de Bertioga, sem hospedagem fixa. Segundo apurado pela polícia, elas viajaram de transporte público, da cidade de Itapevi até Mogi das Cruzes, e após descerem da Estação de Trem de Mogi, foram até Bertioga em uma van que realizava atividades de transporte clandestinos.

De acordo com a Polícia Civil, apenas a família de Raissa havia registrado o seu desaparecimento, e não havia nenhum registro com relação ao sumiço das amigas da adolescente. As três foram resgatadas em bom estado físico e sem nenhum tipo de lesão aparente.

O resgate foi acompanhado pelo Conselho Tutelar e elas foram encaminhadas para sede da Casa de Apoio, onde aguardam a chegada de seus responsáveis. As famílias das meninas já foram avisadas pela polícia que as três foram localizadas. (fonte: g1.com.br)