• 08/05/2021

Lins chama vandalismo em igreja de “intolerância religiosa”

 Lins chama vandalismo em igreja de “intolerância religiosa”

O prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos), foi até Brasília, nesta terça-feira (3), em busca de recursos para o município. Da capital federal ele gravou um vídeo repudiando a depredação sofrida pela igreja Nossa Senhora dos Remédios.

Segundo Lins, destruição de imagens sacras foi um ato de intolerância religiosa. “É importante que a gente ajude a identificar e a puder esses malfeitores, mas também é o momento de nos unirmos, independente da sua religião, para reconstrução da igreja Nossa Senhora dos Remédios porque, independente do que aconteça, a igreja sempre estará viva”, disse em vídeo.

A invasão

Por volta das 21h30, dois padres que moram nos fundos da Igreja Nossa Senhora dos Remédios ouviram o barulho. Um deles foi verificar o que estava acontecendo e viu um grupo de jovens – dois homens e duas mulheres – correndo por uma porta lateral.

O padre seguiu os vândalos e conseguiu alcançar um deles que, ao ver o pároco disse que tinha feito aquilo “em nome de Jesus”. O grupo conseguiu embarcar em um ônibus e fugiu. O padre avisou ao motorista que eles tinham vandalizado a igreja, mas o motorista disse que tinha horário a cumprir e foi embora. 

Entre as imagens danificadas também está a de Santo Ubaldo, trazida da Itália há 60 anos. A igreja tem câmeras de segurança, mas elas estavam em manutenção e fora de funcionamento.