Lins e Igor ameaçam deixar Podemos se partido não expulsar Arthur do Val

 Lins e Igor ameaçam deixar Podemos se partido não expulsar Arthur do Val

Fotos: Marcelo Deck/Caio Henrique

Rogério Lins, prefeito de Osasco; e Igor Soares, prefeito de Itapevi, assinaram uma Carta Aberta destinada a Renata Abreu, presidente nacional do Podemos, pedindo a expulsão do deputado estadual Arthur do Val do partido.

Mais três prefeitos assinam o documento: Guto Issa (São Roque), Caio Cunha (Mogi das Cruzes) e Kayo Amado (São Vicente).

Na Carta, eles afirmam que a postura de Arthur do Val não condiz com a Carta Magna do partido que defende acabar com “toda e qualquer manifestação contrária aos direitos humanos, à igualdade de gênero, raça e cor”.

Na sexta-feira, 4, áudios gravados por do Val e compartilhados em um grupo de amigos do WhatsApp vazaram e foram divulgados pela mídia. Neles, o parlamentar dizia que “as mulheres ucranianas são fáceis porque são pobres”; “se pegar a fila da melhor balada do Brasil não chega aos pés da fila de refugiados daqui” (se referindo à beleza das ucranianas) e “eram minas que se ela cagar você limpa o cu delas com a língua”(sic).

“Se propagamos que “defendemos que a população tenha o direito de demitir os maus políticos”, também se entende que nós, filiados a esta sigla, também podemos pedir pela demissão dos maus políticos que permeiam o nosso partido”, dizem os prefeitos na Carta.

Eles também parabenizam Renata Abreu pela “ágil atitude em instaurar procedimento disciplinar interno para apuração dos fatos, em respeito a própria presidência, às mulheres filiadas e às mulheres brasileiras e de todo o mundo”.

Por fim, o quinteto ameaça deixar o Podemos se Mamãe Falei permanecer filiado à legenda. “Entendemos que as atitudes do filiado supracitado [Arthur do Val] não correspondem aos princípios da nossa sigla partidária e, havendo manutenção do mesmo dentre os filiados, entendemos que não haverá motivos para continuarmos defendendo os propósitos do Podemos”.

Graciela Zabotto