Luana Piovani desabafa sobre ida dos filhos ao Brasil: ‘Não sou a favor’

 Luana Piovani desabafa sobre ida dos filhos ao Brasil: ‘Não sou a favor’

A atriz Luana Piovani, 44 anos, usou os stories de seu Instagram na manhã de hoje para se mostrar contrária a viagem dos filhos ao Brasil com o pai, Pedro Scooby.

“Não sou a favor dessa viagem, meus filhos ficaram lá três meses esse ano, eu quase morri. Tenho medo dessas novas cepas, da situação no Brasil. Tenho colegas que tem crianças com covid, fico insegura sim, não gostaria que fossem, mas estou fazendo meu papel”, disparou a atriz.

Luana explicou a complicação para a viagem, envolvendo o passaporte das crianças. Ela e Pedro Scooby foram casados por oito anos e são pais de Bem, Liz e Dom. “Viajo amanhã por um mês com meu namorado. As crianças vão pro Brasil no domingo, porém o passaporte delas está vencido e elas precisam do passaporte para voltar pra Portugal. E eu não estando lá, é difícil fazer o passaporte, é difícil não, é impossível. Fui eu pro Consulado fazer uma autorização pras crianças fazerem o passaporte no Brasil. Já tava tudo organizado pra ser feito aqui, mas tão precisando do passaporte porque já foi comprada a passagem, se anteciparam e fizeram as coisas antes do problema esta resolvido.”

“Viajo amanhã por um mês com meu namorado. As crianças vão pro Brasil no domingo, porém o passaporte delas está vencido e elas precisam do passaporte para voltar pra Portugal. E eu não estando lá, é difícil fazer o passaporte, é difícil não, é impossível. Fui eu pro Consulado fazer uma autorização pras crianças fazerem o passaporte no Brasil. Já tava tudo organizado pra ser feito aqui, mas tão precisando do passaporte porque já foi comprada a passagem, se anteciparam e fizeram as coisas antes do problema esta resolvido.”

“Vim aqui pegar a minha firma reconhecida para que o passaporte seja feito no Brasil. Que que aconteceu? Inventaram uma lei de Murphy, não fui eu, o sistema do consulado caiu e não sai o papel, só sai segunda, fiquei desesperada porque meus filhos viajam segunda. Fiquei desesperada, pedi ajuda, a vice-cônsul veio, super gentil e atenciosa e resolveu meu problema. Alguém vem aqui e pega segunda-feira.”

“Mas aí você sabe o que aconteceu? Eu ainda tomei chamadinha. Porque queriam que eu que resolvesse quem vinha aqui na segunda-feira pegar o passaporte. Não sou eu que preciso do papel. Não sou eu que preciso do passaporte agora. Não sou eu que tô indo pro Brasil. Não é demais? Tem que ter uma paciência de Jó mesmo. Tá vindo, vim fazer uma boa ação, virou pecado mortal, fiquei p** da vida. Fiquei lá duas horas, não resolvi o problema e ainda escutei que eu que tinha que resolver, porque são meus filhos.”

Finalizando, ela ainda reforçou novamente que a renovação do passaporte vencido estava agendada. “Ia ser feito no tempo do consulado dentro de uma pandemia. Não sou eu que preciso do passaporte. Não fui que eu comprei a passagem antes do problema ser resolvido. Problema que eu, inclusive, não tenho nada a ver com isso. Venceu o passaporte, passaporte de todo mundo venceu. Vou te contar, viu.” (uol.com.br)

Da Redação