Lúcia da Saúde pede ampliação do teste do pezinho gratuito

 Lúcia da Saúde pede ampliação do teste do pezinho gratuito

(Divulgação)

A vereadora Lúcia da Saúde (Podemos) entregou ao prefeito Rogério Lins o ofício nº 31/2021-GV solicitando a regulamentação do teste do pezinho em Osasco. O teste é considerado um dos mais importantes para o recém-nascido porque ele é capaz de identificar precocemente doenças que possam prejudicar o desenvolvimento do bebê e prevení-las.

Nesta quarta-feira (26), o presidente Jarir Bolsonaro sancionou a lei que amplia a lista de doenças a serem investigadas no teste do pezinho feito no Sistema Único de Saúde (SUS). O texto aprovado pelo Congresso Nacional prevê que os novos diagnósticos serão implementados em cinco etapas: primeira etapa: toxoplasmose congênita e outras hiperfenilalaninemias, além das já previstas atualmente; segunda etapa: galactosemias, aminoacidopatias, distúrbios do ciclo da uréia, distúrbios da beta oxidação dos ácidos graxos; terceira etapa: doenças lisossômicas; quarta etapa: imunodeficiências primárias; quinta etapa: atrofia muscular espinhal.

Atualmente, o teste já identifica: fenilcetonúria; hipotireoidismo congênito; doença falciforme e hemoglobinopatias; fibrose cística; hiperplasia adrenal congênita; deficiência de biotinidase.

“O meu objetivo é conseguir junto ao poder executivo e setor competente ofertar gratuitamente para população osasquense o mesmo direito. De acordo com o princípio da equidade, a triagem neonatal deve ser universal e disponível a todos de forma igual. Além disso, identificando a doença antes que ela se manifeste é possível evitar que crianças se tornem futuros pacientes, às vezes dependentes de remédios caros ou ainda de leitos em casos de Saúde”, ressaltou Lúcia.

Da Redação