Mulher que matou marido tinha ameaçado jogar óleo quente no ouvido dele

 Mulher que matou marido tinha ameaçado jogar óleo quente no ouvido dele

Divulgação

OUÇA ÁUDIO DA ENTREVISTA COM IRMÃ DO RAPAZ ASSASSINADO

Em entrevista ao Diário da Região, a irmã do rapaz assassinado pela esposa, nesta segunda-feira (11), com uma facada no peito, relatou outras ameaças sofridas por ele.

Há um mês, a mulher teria dito a ele que jogaria óleo quente no ouvido dele durante uma discussão por causa do volume do rádio.

Já no dia do crime, anteontem, ela teria dito que “de hoje não passa, vou cravar uma faca nele”.

As declarações foram dadas logo após o enterro, onde 300 pessoas da comunidade compareceram para prestar as últimas homenagens.

A irmã da vítima também confessou que as brigas entre o casal eram comuns mas não tinha porrada.

Eles estavam juntos hpa 13 anos e ela, além de beber, já havia se envolvido com tráfico internacional de drogas. Também há suspeitas de traição por parte dela e perdoada por ele.

Crime aconteceu na noite de domingo por volta das 23h na rua Mirassol, viela 511, no Ariston, em Carapicuíba.

As três filhas do casal, de 5, 10 e 13 anos, presenciaram a facada. Homem tinha 35 anos, era pedreiro e sustentava a família.

O assassinato aconteceu por motivo torpe. Ele tentou impedir a esposa de bater na filha mais velha que não queria fazer arroz. Ela estaria bêbada, segundo testemunhas.

Maranhão Gomes