“Não tenho motivo algum para lamentar nada, zero emoção”

 “Não tenho motivo algum para lamentar nada, zero emoção”

Divulgação

Olavo de Carvalho, escritor e ideólogo que ficou mais conhecido como guru do presidente Jair Bolsonaro, morreu na segunda-feira, 24, aos 74 anos, vítima da Covid-19. No dia 15 de janeiro, ele cancelou uma aula por ter sido diagnosticado com a doença.

“Olavo morreu de Covid, não tem como eu sentir grande tristeza pela morte dele, mas também não estou feliz. Sendo sincera comigo e meus sentimentos”, publicou sua filha, Heloisa de Carvalho Martin Arribas, em sua conta no Twitter. Ela e o pai romperam contato por divergências políticas.

O deputado federal e morador de Cotia, Alexandre Frota, também usou suas redes sociais para repercutir a morte de Olavo e não poupou críticas ao guru bolsonarista que censurava medidas de isolamento social, o uso de máscaras e duvidava dos riscos do coronavírus.

“Ele realmente não tomou a vacina, não usava máscara e afirmava não existir a pandemia. Morreu da Covid. Agora lá em cima vai ver que a Terra não é plana e sim redonda. O rei do bolsonarismo se foi, não deu tempo de ver a derrota do Bolsonaro e do bolsonarismo que ele criou. Eu não tenho motivo algum para lamentar nada, zero emoção”, publicou em postagem no Twitter.

Graciela Zabotto