Nome da ponteira Tiffany ganha força em Osasco

 Nome da ponteira Tiffany ganha força em Osasco

Com o fim da Superliga Feminina 2020/2021 começam as especulações do mercado e com os times da região, Vôlei Osasco e Vôlei Barueri, não é diferente. Do lado do Osasco um nome ganhou força nas últimas horas: o da ponteira Tiffany, do Sesi Bauru. A informação, ainda no campo da especulação, é do site Melhor do Vôlei.

No ano passado Tandara defendeu Tiffany contra um projeto de lei do deputado Altair Moraes (PRB) que proibia que atletas transexuais praticassem esporte no estado de São Paulo. Em 2018, no entanto, ao ser questionada ela disse ser contra a presença da atleta transexual, de 37 anos, em uma Superliga feminina. “É uma questão fisiológica”, disse na ocasião.

Por falar em Tandara, que chegou a admitir uma negociação com o Sesi Bauru, hoje, segundo também o site Melhor do Vôlei, estaria mais perto de uma renovação do que de uma saída. O seu atual contrato com Osasco vai até maio.

Outro nome que aparece no campo das especulações para reforçar o Osasco na próxima temporada é da levantadora Fabíola, do Sesc Flamengo, com isso crescem a chances de saída da titular Roberta, bastante especulada para defender o voleibol polonês.

Em relação àS outras saídas a central Mayany é ventilada no próprio Flamengo e a também meio-de-rede Bia já se despediu e será reforço do Scandicci da Itália na próxima temporada. Já no Barueri, que sofreu está semana um baque com a saída do parceiro São Paulo, as especulações são apenas de saída.

A ponteira Maira, uma das veteranas do time, já se despediu do clube nas redes sociais e deve ir jogar na Polônia. Já a líbero Nyeme, única da equipe na Seleção Brasileira, começa a ser especulada no Sesi Bauru.

Francisco Rossi Junior

http://www.webdiario.com.br