17 de junho de 2024 10:09

Carapicuíba será 1° da região a ter escola do estado sob gestão da iniciativa privada
"Nosso objetivo é um só, é colocar vagabundo atrás das grades", diz Derrite
Câmara aprova R$ 77 milhões para reurbanização do Rochdale
Maior operação policial da América Latina prende 24 pessoas em Osasco
Polícia Militar apreende 8 kg de drogas no Jaguaribe
Teco Godoy se filia ao Podemos em Itapevi

17 de junho de 2024 10:09

Carapicuíba será 1° da região a ter escola do estado sob gestão da iniciativa privada
"Nosso objetivo é um só, é colocar vagabundo atrás das grades", diz Derrite
Câmara aprova R$ 77 milhões para reurbanização do Rochdale
Maior operação policial da América Latina prende 24 pessoas em Osasco
Polícia Militar apreende 8 kg de drogas no Jaguaribe
Teco Godoy se filia ao Podemos em Itapevi
Atendimento na Saúde de Osasco cresce 84% em seis meses

Divulgação

Da redação     -
03 de junho de 2024

Em audiência pública realizada pela Comissão de Saúde e Assistência Social da Câmara de Osasco, na noite desta terça-feira (29), a equipe do secretário municipal de Saúde, Fernando Machado, apresentou aos vereadores e munícipes a prestação de contas da execução orçamentária da pasta, referente ao primeiro quadrimestre de 2024.

Sátiro Márcio Ignácio Júnior, enfermeiro e diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica, falou sobre o aumento no número de atendimentos. Ele evidenciou que a dengue e síndromes respiratórias foram as responsáveis pela maior demanda na urgência e emergência.

“Hoje, 22% dos nossos atendimentos são de não munícipes, sendo que os Prontos-Socorros da Vila Ayrosa e do Jardim D’Abril são os que mais atendem os não munícipes”, apontou o diretor de departamento. Segundo ele, a dengue foi a grande motivadora de filas e tempo de espera nas unidades de saúde, além de provocar o aumento no consumo de insumos. “Verificamos um escoamento de atendimento de municípios vizinhos para Osasco, especialmente nessas duas unidades”, pontuou Sátiro.

O assunto também foi abordado por Fernando Machado, secretário da Saúde. “Nós precisamos torcer para que a saúde dos municípios vizinhos funcione para não sobrecarregar o nosso atendimento. De janeiro a junho de 2023 aumentou em 84% o nosso atendimento. Fica difícil falar algo em um cenário assim. Uma saúde pública que funciona atrai mais pessoas e tenho muito orgulho de conseguir ajudar os outros”, concluiu.

Sátiro ressaltou o número de moradores de Osasco que foram atendidos entre janeiro e abril. “No primeiro quadrimestre foram atendidas 616.584 pessoas, ou seja, 84,6% da população”, Considerando que cada procedimento é apontado como atendimento, foram mais de 2,6 milhões de atendimentos, 1,3 milhão de exames, 38 milhões de unidades de medicamentos e insumos dispensados e 21 mil procedimentos cirúrgicos, considerando ambulatorial e hospitalar.