18 de junho de 2024 22:54

Novo show de pancadaria em comércio de Barueri
Incêndio de grandes proporções destrói galpão em Barueri
Motoqueiro é executado com 8 tiros na frente de alunos em Carapicuíba
Homem para na delegacia após deixar pênis fora da calça em ônibus
Você viu isso? Motorista perde controle e quase capota carro
Museu de Osasco vai "ganhar abraço" de aniversário

18 de junho de 2024 22:54

Novo show de pancadaria em comércio de Barueri
Incêndio de grandes proporções destrói galpão em Barueri
Motoqueiro é executado com 8 tiros na frente de alunos em Carapicuíba
Homem para na delegacia após deixar pênis fora da calça em ônibus
Você viu isso? Motorista perde controle e quase capota carro
Museu de Osasco vai "ganhar abraço" de aniversário
Azul volta a realizar 500 voos diários em outubro

(Divulgação)

Da redação     -
25 de setembro de 2020

A partir da próxima semana, a Azul Linhas Aéreas retoma os voos domésticos e espera realizar 505 decolagens por dia em solo brasileiro. A companhia informou que serão oferecidos voos para 89 destinos.

A Azul, que tem 13 mil funcionários e 140 aeronaves, começa a sair da crise financeira na qual as empresas de aviação foram mergulhadas, nos últimos cinco meses, por causa da pandemia do novo coronavírus. A quarentena imposta na maioria dos países diminui o número de voos, nacionais e internacionais, em âmbito mundial.

Em reportagem publicada pelo jornal Giro, a empresa revelou que a capacidade doméstica planejada para outubro representa cerca de 60% da operação da companhia em relação ao mesmo período do ano passado. “A Azul é a maior companhia área em número de destinos e voos diários e reforçamos essa nossa posição na malha de outubro, criando novas ligações em todas as regiões do país e estimulando as pessoas a viajarem com segurança, seja a lazer ou a trabalho”, ressalta Abhi Shah, vice-presidente de receitas da companhia.

A Azul é uma companhia nova no mercado brasileiro e foi ganhando espaço, nos últimos anos, abrindo concorrência direta a outras duas grandes do setor, a Gol e a Latam. A empresa, situada às margens da rodovia Castelo Branco, já tem inclusiva linhas internacionais. Embora o setor aéreo já esteja dando sinais de aquecimento, antes da vacina contra a Covid a rotina nos aeroportos deve ficar bem abaixo do que era antes da pandemia.