24 de maio de 2024 17:32

Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar
DEIC "estoura" mega galpão com peças de carro sem nota fiscal em Osasco
UBS do Munhoz será transformada em Pronto-Atendimento 24 horas
Projeto que substitui sinais sonoros nas escolas é aprovado em Osasco
Cemitério dos Girassóis será reformado e vai ganhar 4 mil jazigos
Caminhão baú sobe em pilastra de concreto na Raposo Tavares

24 de maio de 2024 17:32

Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar
DEIC "estoura" mega galpão com peças de carro sem nota fiscal em Osasco
UBS do Munhoz será transformada em Pronto-Atendimento 24 horas
Projeto que substitui sinais sonoros nas escolas é aprovado em Osasco
Cemitério dos Girassóis será reformado e vai ganhar 4 mil jazigos
Caminhão baú sobe em pilastra de concreto na Raposo Tavares
Barueri 75 anos: De aldeia à cidade que mais gera emprego

Foto: Benjamim Sepulvida

Da redação     -
26 de março de 2024

Barueri comemora 75 anos de emancipação político-administrativa nesta terça-feira (26), mas sua história começa por volta de 1500. Segundo os historiadores a origem da cidade foi o aldeamento de Barueri, fundado em 11 de novembro de 1560 pelo padre José de Anchieta, que ergueu na margem direita do rio Tietê, pouco acima da confluência com o Rio Barueri Mirim, a Capela de Nossa Senhora da Escada, hoje padroeira do município.

O nome Barueri deriva da mistura da palavra francesa barriére (barreira, queda, obstáculo) com o vocábulo indígena mbaruery (rio encachoeirado), significando, portanto, barreira que encachoeira o rio, visto que a área ficava na bifurcação do Anhembi, como era chamado o Tietê.

A aldeia de Barueri cresceu rapidamente, tornando-se um dos mais importantes aldeamentos de índios do Brasil colônia.

Resistindo bravamente, com a ajuda dos padres jesuítas, aos freqüentes ataques de bandeirantes que desciam o rio Tietê em direção ao interior, aprisionando índios para mão-de-obra escrava, a aldeia conseguiu sobreviver. Com o decorrer dos anos e o notório crescimento, a Aldeia chegou a povoado e, posteriormente, já em 1809, à categoria de freguesia.

Em 1870 iniciou-se a construção da Estrada de Ferro Sorocabana, e em 1875, com a inauguração do primeiro trecho, Barueri ganhou sua estação ferroviária, tornando-se importante entreposto de cargas, rota obrigatória na ligação da Capital São Paulo com Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus.

Pertencente ao Município e Comarca de Santana de Parnaíba, Barueri crescia a olhos vistos, suplantando a pacata e bucólica Parnaíba.

O espírito autonomista não tardou a surgir entre os cidadãos e o movimento emancipacionista ganhou vulto, culminando com a criação do Município de Barueri pela lei número 233, de 24 de dezembro de 1948, sancionada pelo então governador do estado Adhemar de Barros.

Em 26 de março de 1949 é instalado o governo municipal e a primeira Câmara de Vereadores. Em 8 de dezembro de 1964 é promulgada a lei que instalou a Comarca de Barueri.

O desenvolvimento econômico de Barueri ganhou força a partir de 1973, quando a Câmara Municipal aprovou a Lei de Zoneamento Industrial que permitiu o surgimento de polos empresariais como os de Alphaville, Tamboré e Jardim Califórnia e, mais recentemente o Distrito Industrial do Votupóca.

Mais de 225  mil empregos gerados em 2023

Localizada na Zona Oeste da região metropolitana da Grande São Paulo, a uma distância de 26,5 quilômetros do marco zero de São Paulo, na Praça da Sé, Barueri tem uma área de 64 quilômetros quadrados.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados em julho de 2023, conforme o resultado do censo demográfico 2022, apontam que Barueri tem 316.473 habitantes. A cidade é a 23ª mais populosa do estado, 43ª da região Sudeste e a 88ª mais populosa do país.

Município é o mais rico da região, com um orçamento de R$ 5 bilhões para este ano. Cidade é uma das que mais investe na Saúde e Educação. Além disso, é grande geradora de emprego. Em 2023, por exemplo, Barueri se destacou como um dos principais polos de geração de empregos no Brasil, figurando entre as cidades com população de 100 a 500 mil habitantes que mais criaram vagas formais no país.

Foram 225.991 empregos com carteira assinada entre dezembro de 2022 e dezembro de 2023, de acordo com dados do Novo Caged, do Ministério do Trabalho e Emprego, no acumulado do ano.

O setor de serviços foi o principal responsável pela geração de empregos em Barueri no ano passado, com destaque para comércio eletrônico, tecnologia da informação e serviços de apoio às empresas (empresas terceirizadas).

O comércio varejista e a indústria também apresentaram crescimento significativo, impulsionados pelo aumento do consumo e investimentos em novas empresas e expansão de empresas já existentes.

VOCÊ SABIA?

Diferente do que muitos acreditam, o significado da palavra Barueri em tupi guarani não quer dizer flor vermelha que encanta. Há a suspeita de que essa associação tenha nascido por causa das flores vermelhas (hibisco) que nasciam às margens do rio Barueri Mirim. “Flor vermelha que encanta” é, na verdade, uma espécie de slogam associado a Barueri, o nome da cidade.