14 de julho de 2024 23:44

Mandato coletivo AtivOz busca reeleição com nova formação
Camila Godói se reúne com Márcio França e conquista recurso para Escola do Futuro
Prefeitura Osasco implanta Operação Inverno até setembro
Musical “Os Saltimbancos” se apresenta domingo em Osasco
Fundo Social faz chamamento público para decoração natalina
Libânia Aparecida é pré-candidata a vereadora pelo PSD em Osasco

14 de julho de 2024 23:45

Mandato coletivo AtivOz busca reeleição com nova formação
Camila Godói se reúne com Márcio França e conquista recurso para Escola do Futuro
Prefeitura Osasco implanta Operação Inverno até setembro
Musical “Os Saltimbancos” se apresenta domingo em Osasco
Fundo Social faz chamamento público para decoração natalina
Libânia Aparecida é pré-candidata a vereadora pelo PSD em Osasco
Câmara aprova R$ 77 milhões para reurbanização do Rochdale

Divulgação

Da redação     -
12 de junho de 2024

Os vereadores de Osasco aprovaram, nesta terça-feira (11), o Projeto de Lei 45/2024 que autoriza a Prefeitura a realizar empréstimo no valor de R$ 77.938.726,62 para a execução de obras de urbanização no bairro Jardim Rochdale.

O projeto foi aprovado em dois turnos, durante sessão ordinária e sessão extraordinária. De acordo com a Câmara Municipal, a extraordinária foi convocada para permitir a votação da proposta dentro do prazo limite de adesão ao convênio para a contratação da operação de crédito.

O Projeto de Lei foi apresentado pelo prefeito Rogério Lins e a contratação da operação de crédito será realizada com a Caixa Econômica Federal.

Segundo o texto da proposta, o montante será utilizado na implantação de processos de urbanização no bairro, que serão executados em etapas.

Na Fase 1, está prevista a continuidade do projeto em execução no bairro, promovido pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. Os serviços contemplam a canalização do braço morto do Rio Tietê e a urbanização da área.

Ainda de acordo com o projeto, o pacote de obras contempla a construção de 166 novas unidades habitacionais, remoção de 162 habitações irregulares, regularização fundiária de 319 moradias, implantação de duas praças e de um parque linear junto ao rio.

O texto foi aprovado com 14 votos favoráveis e dois contrários. Agora, o projeto segue para a sanção do Executivo.