18 de julho de 2024 09:17

Primeiro "ponto de ônibus digital" está em fase de teste em Osasco
Santana de Parnaíba inicia comemorações ao dia de Santa Ana
Água jorra a 5m de altura após rompimento de adutora
Motorista larga ônibus com passageiros na Raposo Tavares e vai para casa
Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C

18 de julho de 2024 09:17

Primeiro "ponto de ônibus digital" está em fase de teste em Osasco
Santana de Parnaíba inicia comemorações ao dia de Santa Ana
Água jorra a 5m de altura após rompimento de adutora
Motorista larga ônibus com passageiros na Raposo Tavares e vai para casa
Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C
Chefona do PCC no litoral é presa a caminho de "reunião" da facção em Barueri

Divulgação

Maranhão Gomes     -
30 de outubro de 2023

Investigadores do 1° DP de Carapicuíba, sob comando do delegado titular Marcelo José do Prado, prenderam a chefona do Primeiro Comando da Capital (PCC) no litoral paulista, na quinta-feira (26), dentro de um Peugeot 208, a caminho da Barueri.

Maria Aluilma Campos da Silva, de 56 anos, estava com outro homem apontado como seu companheiro. Ambos seguiam para Barueri onde, em uma residência de prioridade dela, seria realizada uma “reunião” do crime organizado. Neste imóvel foi detido um outro integrante da facção chamado Pedro.

No carro foram apreendidas cocaína e maconha. Na casa em Barueri outras 94 porções das mesmas drogas, além de 45 papelotes de cocaína e dois tijolos de maconha.

No encontro, segundo investigações do 1° DP, a mulher iria debater com outras lideranças criminosas da região o “desvio de conduta” de um traficante identificado como “Gordo”.

Além de Maria, foram presos e indiciados por tráfico e associação com o tráfico de drogas Matheus Beserra Lemos, de 24 anos, e Pedro Henrique Nascimento Lemos, 28.

Maria Aluilma já era procurada pela polícia desde 2005, quando, com outros comparsas, sequestrou e matou a policial militar soldado Simone Rovaroni, após descobrir que ela era PM. A soldado foi submetida a tortura antes de ser assassinada. Na sequência, a quadrilha saqueou a conta da vítima para comprar carne e comemorar a morte fazendo churrasco. Na época, todos conseguiram fugir.

Fotos: