19 de abril de 2024 06:04

Alunos de Osasco participam do projeto “Sua saúde começa pela boca”
Basket Osasco conhece sua primeira derrota no Brasileiro
Prefeituras retomam desassoreamento do rio Cotia no Maria Helena
César Menotti e Fabiano cantam na 81ª Romaria de Caucaia a Pirapora
“O nego vai longe”: osasquense chega no domingo após volta ao mundo
Osasco integra programa nacional sobre segurança alimentar

19 de abril de 2024 06:04

Alunos de Osasco participam do projeto “Sua saúde começa pela boca”
Basket Osasco conhece sua primeira derrota no Brasileiro
Prefeituras retomam desassoreamento do rio Cotia no Maria Helena
César Menotti e Fabiano cantam na 81ª Romaria de Caucaia a Pirapora
“O nego vai longe”: osasquense chega no domingo após volta ao mundo
Osasco integra programa nacional sobre segurança alimentar
Concessão das Linhas 8 e 9 da CPTM deve sair até dezembro

(Divulgação)

Mari Magdesian    -
04 de novembro de 2020

Com alguns atrasos, a concessão das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), que atendem Osasco e cidades vizinhas, pode sair até o mês de dezembro. A afirmação foi dada durante uma coletiva de imprensa com o secretário dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, nas obras da futura estação Morumbi, do monotrilho a Linha 17-Ouro.

O prazo da licitação para concessão das duas ferrovias era para o mês de agosto. Já os contratos, a previsão era que seriam assinados no início de 2021, ainda de acordo com a declaração do titular da pasta. Valerá por 30 anos, e entre as obrigações do novo operador estão a modernização de 35 estações e a aquisição de mais de 30 novos trens. O novo cronograma, segundo Pedro Moro, presidente da empresa, é que até o meio do ano que vem a concessão esteja finalizada.

Além disso, a CPTM tem como principal centro de manutenção o pátio de Presidente Altino, em Osasco, e com a concessão das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, a operadora de 271 quilômetros de trilhos deve perder o lugar. Mas a nova empresa que assumir os dois atendimentos deve replicar a estrutura para a zona leste, que passará a ser o principal apoio da empresa. A informação é do funcionário da CPTM, Edpo Covalciuk, que junto com Pedro Moro participaram de uma entrevista para o Infracast. (fonte: viatrolebus.com.br)