26 de maio de 2024 05:22

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar

26 de maio de 2024 05:22

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar
De virada, vôlei Osasco vence o Minas na casa do adversário

Divulgação

Da redação     -
13 de março de 2024

O Vôlei Osasco São Cristóvão Saúde venceu mais uma na Superliga Bet7K. Vice-líder invicto a 12 rodadas, a equipe do técnico Luizomar venceu, de virada, o Gerdau Minas na noite desta terça-feira (12), na Arena Minas – UNIBH, em Belo Horizonte.

Na base da técnica, tática, força e raça, o Osascão marcou 3 sets a 2, com parciais de 23/25, 22/25, 25/21, 25/21 e 15/12, após 2h13min de um jogão. No domingo (17), volta a enfrentar um time mineiro, desta vez o Dentil Praia Clube, em Osasco.

Maior pontuadora da partida, com 29 acertos, e decisiva na virada osasquense, Lorenne recebeu o troféu VivaVôlei na votação dos assinantes do SporTV.

“Foi uma vitória importante, especialmente em termos de classificação, porque decidir os playoffs em casa é sempre um diferencial. Começamos um pouco abaixo nesta noite, mas continuamos acreditando e acreditando. Nosso time é assim, não se entrega, e, no final, deu certo”, disse a oposta.

O jogo

Osasco e Minas fizeram um jogo equilibrado e de alternâncias no domínio das ações. Após Luizomar pedir tempo no 6/10, sua equipe encostou no 14/15 depois de um bloqueio de Maira e empatou com um ace de Callie. As paulistas passaram à frente com um erro das mineiras (21/20) e a tensão crescia ponto a ponto. Lorenne garantiu nova igualdade no 23/23, mas as donas da casa foram mais eficientes e fecharam em 25/23.

O segundo set manteve o tom do primeiro. Lorenne marcou um dos seis pontos na parcial no 13/13. Tiffany desceu o braço para fazer 17/15, após defesa de Camila Brait. Quando o Minas virou o placar e abriu 21/19, Luizomar parou o jogo. Depois do pedido de tempo, suas atletas seguiram na luta. Lorene marcou no 21/24 e Maira bloqueou no 22/24. Mas, apesar do esforço, as mineiras chegaram ao 25/22.

Osasco veio para o tudo ou nada no quarto set. E foi tudo. Butler fez 13/12 no bloqueio e Lorenne, com um ace, garantiu o 17/15. Giovana consertou um passe ruim e o transformou em um ataque ao explorar o bloqueio mineiro no 19/17. Na sequência, marcou direto do saque: 21/18. Na reta final, as donas da casa empataram no 21/21, mas as osasquenses não se abalaram. Maira fez 23/21 em mais um paredão e Lorenne fechou no 25/21.

O quarto set também foi de Osasco. Na base da técnica, força e raça, as comandadas de Luizomar tiraram uma desvantagem de quatro pontos (8/12) no início da parcial para empatar, virar, abrir e fechar por 25/21. Giovana compôs a defesa com Camila Brait e foi eficiente na armação das jogadas, principalmente com Tifanny e Lorenne. A oposta marcou quatro pontos, sendo os ataques que definiram o placar: 21/18, 22/19, 24/20 e 25/21.

Com uma largada de segunda, Giovana fez 3/1 no início do tie-break, mas o Minas chegou ao empate no 4/4. Lorenne atacou do fundo para fazer 8/8. Tifanny garantiu nova igualdade: 10/10. Um erro das mineiras recolocou as paulistas na frente no 12/11. Após longo rali e defesas de Brait, Lorenne atacou na diagonal: 13/12. A líbero defendeu outra e Tifanny, na pipe, marcou o match point, 14/12. E foi de Lorenne o ponto que garantiu a vitória de virada: 15/12.