14 de julho de 2024 22:55

Mandato coletivo AtivOz busca reeleição com nova formação
Camila Godói se reúne com Márcio França e conquista recurso para Escola do Futuro
Prefeitura Osasco implanta Operação Inverno até setembro
Musical “Os Saltimbancos” se apresenta domingo em Osasco
Fundo Social faz chamamento público para decoração natalina
Libânia Aparecida é pré-candidata a vereadora pelo PSD em Osasco

14 de julho de 2024 22:55

Mandato coletivo AtivOz busca reeleição com nova formação
Camila Godói se reúne com Márcio França e conquista recurso para Escola do Futuro
Prefeitura Osasco implanta Operação Inverno até setembro
Musical “Os Saltimbancos” se apresenta domingo em Osasco
Fundo Social faz chamamento público para decoração natalina
Libânia Aparecida é pré-candidata a vereadora pelo PSD em Osasco
Drogas da "alta classe" começam a ser vendidas na periferia de Osasco

Divulgação

Maranhão Gomes     -
19 de junho de 2024

Drogas da “alta classe” começam a ser vendidas na periferia de Osasco

Segundo o delegado Igor Guedes, titular da Dise (Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes), sua equipe tem flagrado comércio das chamadas “drogas gourmet” na periferia de Osasco.

Ele explicou que “drogas gourmet” são entorpecentes, como o skunk por exemplo, que chegam a custar R$ 100,00 um porção pequena e, até então, eram comuns em festas para público de alto poder aquisitivo.

Anteontem, um menor de idade foi apreendido no Jardim São Pedro, em uma rua de terra com esgoto a céu aberto, com 79 porções de skunk na pochete.

A Dise está mapeando essas áreas e o que mais preocupa as autoridades não é o valor comercial desses entorpecentes e sim o alto pode alucinógeno deles, que pode levar à morte.

O skunk, por exemplo, encontrado com esse adolescente na rua Azaleia, no bairro São Pedro, é uma maconha potencializada produzida em laboratório.